quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Aula da GNR...

‏ 
Um advogado conduzia distraído quando, num sinal de STOP, passa sem parar, em frente a uma viatura da GNR.
GNR: - Ora muito boa tarde. Documentos e carta de condução, fáchavor...
Advogado: - Mas por quê, Sr. Guarda?
- Não parou no sinal de STOP, ali atrás.
- Eu abrandei, e como não vinha ninguém...
- Exactamente... Documentos e carta de condução, fáchavor...
- Você sabe qual é a diferença jurídica entre abrandar e parar?
- A diferença é que a lei diz que num sinal de STOP, deve-se parar completamente. Documentos e carta de condução, fáchavor...
- Ou não, Sr. Guarda. Eu sou advogado e sei das suas limitações na interpretação de texto de lei. Proponho-lhe o seguinte: Se você conseguir explicar-me a diferença legal entre abrandar e parar, eu mostro-lhe os documentos e você pode multar-me. Senão, vou-me embora sem multa.
- Afirmativo, concordo... Pode fazer o favor de sair da viatura, Sr. Advogado?
O advogado desce e então a patrulha da GNR sacam dos cassetetes, e aquilo é porrada que até ferve para cima do advogado. Socos pra tudo quanto é lado, lambadas, biqueiradas nos dentes, era um ver se te havias...
O advogado grita por socorro, e implora para pararem.
E o GNR pergunta:
- Quer que eu pare ou que abrande...!?
Advogado: - PARE! PARE! PARE! SE FAZ FAVOR...
GNR: - Afirmativo, Documentos e carta de condução, fáchavor...

4 comentários:

TINTINAINE disse...

Toma, para não te armares em esperto!!!!!!!!!!!!!

António Querido disse...

Eu não queria ser aluno, nessa aula prática, só prova que os advogados, estão desactualizados!

Fuzo de agua doce disse...

Está bem visto, sim Senhor.
Um abraço
Virgílio

edumanes disse...

O advogado bem sabia, qual era a diferença entre abrandar ou parar. E por se armar en chico esperto, os guardas ensinaram-lhe que no sinal de SPOT. a paragem é obrigatória.
E para a próxima mostra os documentos aos senhor guarda che fáchavor.
Dizem que quando o ministro do interior Rapazote, extinguiu a (PVT) Polícia de Viação e Trânsito, e passou a fiscalização do mesmo para a (GNR) Guarda Nacional Republicana. Dois elementos desta força militarizada ao fiscalizarem um automobilista, diz para o outro, ó colega tira o número da matrícula da retaguarda que eu tiro o número da frente!
Mais burros do que um alentejano?
Um abraço
Eduardo.