segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O JOÃO MORREU DE QUÊ?

 E esta hein?

Zé: - A sua bênção padre.
Padre: - Deus o abençoe meu filho.

Zé: - Padre, o Senhor lembra-se do João pintor?
Padre: - É claro meu filho...

Zé: - Pois é Padre, o João veio a falecer.
Padre: - Que pena, morreu de quê?

Zé: - Olhe, Padre, eu moro numa rua sem saída e a minha casa é a última. Ele ao conduzir com muita velocidade bateu com o carro no muro lá de casa.
Padre: - Coitado, morreu de acidente...

Zé: - Não, ele bateu com o carro no muro e voou pela janela. Caiu dentro do meu quarto e bateu com a cabeça no meu guarda-roupa de madeira.
Padre: - Que pena, morreu de traumatismo craniano...

Zé: - Não Padre, ele tentou se levantar pegando na maçaneta da porta que se soltou, caiu e rolou pela escada abaixo.
Padre: - Coitado, morreu de fracturas múltiplas...

Zé: - Não Padre, depois de ter rolado na escada bateu no frigorífico, que caiu em cima dele.
Padre: - Que tragédia, morreu esmagado...

Zé: - Não, ele tentou se levantar e bateu com as costas no fogão que tombou derramando a sopa que estava fervendo em cima dele.
Padre: - Coitado, morreu queimado...

Zé: - Não Padre, no desespero saiu correndo, tropeçou no cachorro e foi embater no quadro de electricidade.
Padre: - Que pena, morreu electrocutado...

Zé: - Não Padre morreu depois de eu dar dois tiros nele.
Padre: - Filho, você matou o João?!

Zé: - Oi Padre, aquele filho-de-puta estava a destruir a minha casa toda…!

domingo, 30 de janeiro de 2011

Hábitos que prejudicam o cérebro...

...que destroem também os neurónios (foto em cima)

1. Não tomar o café da manhã
A pessoa que não toma o pequeno-almoço tem baixo nível de açúcar no sangue. Isto gera uma quantidade insuficiente de nutrientes ao cérebro causando a sua degeneração paulatinamente.

2. Comer demais
Isto causa o endurecimento das artérias do cérebro, causando também baixa capacidade mental.

3. Fumar
Causa a diminuição do tamanho cerebral e promove também a doença de Alzheimer.

4. Consumir altas quantidades de açúcar
O alto consumo de açúcar interrompe a absorção de proteínas e outros nutrientes causando má nutrição e pode interferir no desenvolvimento do cérebro.

5. Contaminação do ar
O cérebro é o maior consumidor de oxigénio do corpo. Inalar ar contaminado diminui a sua oxigenação provocando uma diminuição da eficiência cerebral.

6. Dormir pouco
O dormir permite ao cérebro descansar. A falta de sono por períodos prolongados acelera a perda de células do cérebro.

7. Dormir com a cabeça coberta
Dormir com a cabeça coberta aumenta a concentração de dióxido de carbono e diminui o oxigénio causando efeitos adversos ao nosso cérebro.

8. Fazer o cérebro trabalhar quando estamos doentes
Trabalhar e estudar quando estás doente, além da dificuldade do cérebro para responder nesse estado, prejudica-o.

9. Falta de estimulação
Pensar é a melhor maneira de estimular o nosso cérebro e não fazê-lo provoca que o cérebro diminua o seu tamanho e portanto a sua capacidade.

10. Prática a conversação inteligente
Conversas profundas ou intelectuais promovem a eficiência cerebral


11. Estimulação sexual  (esta é minha)
Para se conseguir neurónios super saudáveis é imprescindível apreciar-se todo o corpo belo e bonito... Imaginar o que se poderia fazer com beldades destas a todo momento, mesmo quando sonhando!?
São sereias destas que dão saúde e fazem crescer…




Tags: saúde, ronysa
Next: Causas principais que prejudicam o fígado



sábado, 29 de janeiro de 2011

Os "Top-five" alimentos causadores de câncer:


1. Cachorros quentes
Porque têm alto teor em nitratos. A "Câncer Preventive Coalition" adverte que as crianças não devem comer mais de 2 salsichas por mês.




2. Carnes processadas e toucinho 
Também contêm altos níveis de nitrato de sódio como as salsichas, assim como também no toucinho e outras carnes processadas aumentam o risco de doenças do coração. A gordura saturada do toucinho também é um grande colaborador na geração de câncer.




3. Donés (Donutts)
Os donés são duplamente causadores de câncer. Primeiro porque são elaboradas com flúor, açúcar refinado e óleo hidrogenado, depois são FRITOS a altas temperaturas. Os donés são o primeiro "alimento" de todos os que podes comer que elevará altamente o teu risco de gerar câncer.

4. Batatas fritas
Assim como os donutts, as batatas fritas são elaboradas com óleos hidrogenados e cozinhadas depois a altas temperaturas. Também contêm acrylamidas que se geram durante o processo de cozedura a altas temperaturas. Deveriam chamar-se batatas de câncer em vez de batatas fritas.

5. Biscoitos e bolachas
São geralmente elaboradas com flúor e açúcar. Até as que em suas etiquetas são orgulhosamente apresentadas como livres de gorduras transgénicas geralmente contêm ainda, só que em quantidades menores.


6. Produto anti-cancerígeno
Um dos poucos alimentos existentes não causador de cancro! É aconselhável o seu consumo de uma a sete vezes por semana, no entanto para os famintos, podem usá-lo sem discrição que não tem efeitos secundários, em especial para os/as jovens da terceira idade…

Força...!




Tags: saude, ronysa

Next: HÁBITOS QUE PREJUDICAM O CÉREBRO

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Não é para rir, mas sim meditar...

Socialismo no seu melhor!

Diz um menino francês para o português:
-Eu como chocolate e tu comes broa!
Triste o menino português contou à mãe o sucedido, que lhe disse para responder o seguinte;
- "E eu tenho o PS no governo e tu não tens…"
No outro dia o menino francês volta a chatear o português:
-Eu como chocolate e tu comes broa!
E então o menino português respondeu:
- E eu tenho o PS no governo e tu não tens…
O menino francês sem resposta, foi para casa e contou também à sua mãe o que o menino português lhe tinha respondido e a mãe disse-lhe:
- "Olha filho, diz-lhe que não tens, mas que também vais ter!"
No dia seguinte o menino francês chega triunfante e insiste com o português:
- Eu como chocolate e tu comes broa!
E responde-lhe outra vez o menino português:
- E eu tenho o PS no governo e tu não tens…
Diz então o menino francês:
- Não tenho, mas também vou ter…
E responde o português:
- Então também vais passar a comer broa que te vais cozer…

domingo, 23 de janeiro de 2011

Galhardia & Peras!

...oOo...
Amanhã vos contarei a historia… agora vou-me para as palhinhas.
Boa noite.

Chega de suspense.


Para acalmar os ânimos e, não bater o recorde nos comentários dos componentes do comandante Ali Baba, vou-vos mimosear com a história prometida, mas como por natureza toda a criatura racional gosta de falar dos outros, dos terceiros e não só, cortando-lhes na casaca, o que tão bem sabem fazer sem dó nem piedade, quero desenvolver o que se passou comigo na terceira pessoa... e que o atrazo me seja perdoado - Amen. 

Como devem ter notado o Leiria é bem capaz de estar meio passado, ou a máquina tem tido trepidação a mais e algum parafuso deve-se ter desenroscado, teria?

Bem. Estava o Leiria sentado no seu carro à espera que se aproximasse a hora de ir vergar a mola para cumprir com os deveres laborais do dia-a-dia, ouvindo na caixa mágica o programa português da CIRV FM, a estacão mais portuguesa cá do burgo: descansadinho e meio sonolento, quando o santo e bendito locutor num tom declamativo, enfático, pomposo e solene diz que Cavaco Silva tinha acabado de ganhar as eleições, e, isto na primeira volta!

Santa Engrácia, então não é que o marmanjo do Leiria começa a dar saltos como um varrido, mais do que tresloucado, batendo com o cu no carro e a vociferar a interjeição YES, YES, YES… (com manguitos à mistura), com quanta força tinha, que mais parecia que a droga tinha descido no preço!

Ora como sua Exa., o homem do Lis, anda muitas vezes munido da bate-chapas, à Valdemar, depois de notar que ninguém estava a ver, disparou sem rei nem roque, trazendo, como se pode ver, o resultado para a plateia, mais castiça, mais genuína, mais pura e autêntica para poder dissecar e comentar esta marmelada toda (…)

Todavia a sua cara-metade ao ver tais chapas sai-se: que não devia estar bem da cabeça, porque com essas caretas iria perder o crédito dos amigos e isso é coisa que não se compra nas farmácias. – Certo, disse o Artur que, os seus amigos têm estado tão penosamente envolvidos com a política mais fraudulenta que Portugal já viu, que até iriam agradecer, algo fora do tópico, com um pouco de surrealismo ou não… e que logo se veria.

Por isso, e mais, o Leiria quer pôr tudo ao léu, ao dizer que o Cavaco (des)alegrou o traidor Manel! Contudo para ele (Leiria) não foi tanto o Cavaco ter ganho mas, sim o poeta de trazer por casa ter perdido. Claro que, uma alternativa mais condicente não houvera de existir, por isso mais lenha com Cavacos à mistura era precisa para queimar de vez tal mixórdia. Oxalá venha esta a ser rija, dura e impiedosa para queimar governos que não interessam ao menino Jesus e muito menos aos concidadãos desse famoso canteiro.

- “Aleluia…! E valha-nos um pouco de sorte que nunca fez mal a ninguém”.

Sabem que mais, não é que o ano passado o Leiria deu-se ao trabalho de se ir recensear ao consulado em Toronto; então não é que ao terem-lhe impingido o cartão de cidadão em Agosto do ano passado aí, na Mãe-pátria, para substituir o velho bilhete de identidade, houvera de haver a anulação automática do tal recenseamento referido acima!? Cabeçudos! Que só nos deixam saber o que se passa depois dos factos?! Puro pecado de omissão que para isso só fogo eterno. Que lhes valha o Mafarrico…

Lá vai, sem saber de nada, o pobre do Leiria todo contente direitinho ao consulado para se consolar, porque iria usar um direito que, jamais os seus pais tiveram (!?) e, recebe com um balde de água fria, como se a neve não bastasse, pela tola abaixo, figurativamente claro, com um ríspido não – NÃO, NÃO PODE VOTAR CÁ, porque o seu endereço regista bem lá na sua santa terra e aqui não VAI HAVER nada para ninguém.

Ficou cá com uma raiva! Engoliu em seco! Disse umas quantas…, virou as costas e foi à vida.

Veio o herói da fita a saber, logo após 24 horas, que dos 8 mil recenseados nesta Gélida Diáspora, de se gritar: CHEGA, houve 300 votos validos, uns quantos nulos sem contar com os bastantes eleitores que foram surpreendidos da mesmíssima maneira como foi o vosso bloguista Artur/Leiria

Para minimizar o impacto do seu caricato artigo; o Leiria desafia todos aqueles, que ainda não são conhecidos, a colocarem as suas carinhas, de agora, na formatura do da ordem do dia para uma passagem de revista pelo comandante e seus subordinados.

O imediato da CN2F
AJRCS/LEIRIA

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Bons amigos! Mas o que é isso de politica?

O meu parecer Político



Por Artur/leiria
Para mim o impudico mundo da política, com os seus partidos, não passa de uma ideologia desenhada intencionalmente para os já eleitos ou os a eleger atingirem os seus proventos, de tal maneira que usam uma terminologia cientificamente desenhada, muito própria, para nos conquistar o voto.

Quanto à terminologia todos eles se atropelam em dizer que são do centro, ou seja do centro da linha política que vai duma extrema-esquerda a uma extrema direita… Ora, para eles, esta concepção é irreal porque todos se dizem democráticos, quando o não são, até mesmo em muitos países com ditaduras a proliferarem. Existe sim, significativamente para nós, povo votante, muitos nomes para definir diferentes posições na famigerada linha política. Nós, povo, é que inventamos nomes como fascismo, que não é mais do que o nome dado aos grupos seguidores de Mussolini de facho aceso como símbolo de seguidores de sua ideologia… mais apropriado a uma posição de esquerda do que duma direita, como se faz crer, pela razão de que o poder pertencia ao governo, o tal Proletariat Russo ou o Socialismo ditatorial Hitleriano se quiserem, e não dos ditadores/fascistas ricos e poderosos que controlam os governos, estilo Estado Novo em Portugal prévio ao 25 de Abril.

Comunismo Marxista, que é derivativo de governo por comunas, por conseguinte de comunidade, criado e incentivado pelo próprio Carl Marx mas, mais tarde, porque o estilo e nome era forte aos olhos do ocidente, cognominaram como República Soviética Socialista (RSS): pura mentira porque este não era democrático como nos países nórdicos, onde o nome de Democracia Social seria mais apropriado.

Socialismo, que soa bem aos ouvidos do povo eleitor, sem no entanto, o poder governativo deixar de estar marcadamente nas mãos dos políticos, com constituições desenhadas com um facilitado acesso ao poder ditatorial, diria que este está, por si só, a um degrau do comunismo nas mãos de políticos insensatos logo o queiram.

Curiosamente, e porque a palavra social é sonante, alguém dissera, talvez comungando da mesma ideologia, que Jesus ao compartilhar do seu corpo, da sua doutrina, da sua sapiência, do seu amor, da solidariedade e do pão, foi e é, verdadeiramente o melhor socialista de sempre…!

Na linha política canadiana os três partidos de craveira posicionam-se como uma democracia de centro-direita com os Novos Democratas à esquerda; os Liberais ao centro e Conservadores mais à direita com as cores laranja, vermelho e azul respectivamente utilizadas. Porém, mesmo nesta posição política, atropelam-se numa constante luta pela do centro. Aqui é irrelevante o que são ou querem ser quanto ao posicionamento na linha politica, o que mais valor tem é o programa escolhido, com o desprimor no seu cumprimento, por cada partido. Todo e qualquer programa apresentado pelos partidos têm programas bons e maus, de esquerdas ou direitas, aceites ou não, por conveniência própria, por cada um de nós.

Acreditar no que pessoas ignóbeis nos querem fazer acreditar, é contraproducente, porque os políticos, mesmo tendo uma réstia de decência ao acordarem na arena política, são como touros, vindos do curro que, têm que se defender para não serem feridos, por isso passam a ser mais do mesmo, ou a máfia político-tauromática os vai gorar de imediato.

Na realidade, pondo toda esta filosofia de lado, o que mais interessaria era encontrar homens puros de coração que pusessem a “nação acima dos seus interesses pessoais”, como um John Kennedy professou no seu famoso discurso que possivelmente não passaria dum irrealizável, falso ou não, desejo de pensamento, (wishful thinking), já que o inglês é para inglês ver…

Tomamos um Hugo Chavez, duma semi-ditadura, esquerdista, penso, mas que teve a altruísta acção de dividir a riqueza do petróleo com o seu povo irmão, em quase o oferecer gratuitamente aos seus concidadãos e outros!

Em contrapartida temos, um Canadá que tem poços de petróleo de dimensões incalculáveis, mas porque estes são pertences de corporações gigantes, aqui, o governo super democrático não tem voto na matéria, logo a linha directiva governamental não seja alterada.

Em escolhermos membros políticos, objectivamente tem valor, porque devemos tentar eleger o demónio menos endiabrado, já que todos eles o são! Votamos no mau para não deixarmos entrar o mais mau ainda – tipo Cavaco versus Alegre porque se houvesse uma alternativa reconhecível e coerente, seria de se optar por eleger tal bicho careta…

Em suma é mais importante fazer-se a escolha mediante o programa apresentado por cada membro e/ou partido e, esquecer o seu lugar na linha de posição política, logo uma réstia do direito democrático do voto se faça sentir. Ou estarei enganado?

Duas cabeças duas sentenças… sendo esta a minha sentença, qual será, porém, a vossa?

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Travessuras do Joãozinho

Na escola a professora:


- Crianças, amanhã quero que me tragam exemplos de construções que estão a ser feitas próximo das vossas casas e quais as vantagens destas novas construções para nós.
- Sim professora.
No final da aula, a professora pede a todas as meninas que fiquem na sala porque quer dizer algo:
- Olhem, meninas, como o Joãozinho é muito malcriado é provável que amanhã ele diga alguma das suas asneiras. Por isso, vou pedir que, para evitarmos problemas, quando ele disser algo que nos pareça grosseiro, todos vocês se levantem imediatamente e saiam da aula.
Todas concordaram com o plano.
No dia seguinte, pergunta a professora:
- Fizeram a redacção que eu pedi? Primeiro você, Anita.
- Perto da minha casa estão a construir um supermercado. Assim, a minha mãe não precisa de andar tanto para ir às compras.
- Muito bem Anita! Sim, Raulzito, fala você.
- Perto da minha casa estão a construir uma fábrica de móveis. Assim, como o meu pai é marceneiro ele vai poder trabalhar mais perto de casa.
- Excelente, obrigado Raulzito.
Nisto o Joãozinho levanta a mão.
Diz a professora:
- Ai meu Deus!
Fala, Joãozinho. O que é que estão a construir perto da tua casa?
- Perto da minha casa estão a construir um bordel.
Imediatamente todas as colegas do Joãozinho se levantam para sair da sala e ele diz:

- Calma, suas putas... Ainda não abriu!

DESPORTIVISMO PURO…

Num comboio viajavam no mesmo compartimento um Portista, um Benfiquista, uma Loira espectacular e uma Gorda enorme.

Depois de uns minutos de viagem, o comboio passa por um túnel e ouve-se um chapadão. Ao saírem do túnel, o Benfiquista tinha um vermelhão na cara.

- A Loira espectacular pensou: 'Este filho-da-puta do Benfiquista queria-me apalpar, enganou-se, apalpou a Gorda e ela deu-lhe um chapadão'.

- A Gorda enorme pensou: 'O filho-da-puta do Benfiquista, apalpou a Loira e ela mandou-lhe um chapadão'.

- O Benfiquista, pensou: 'Este sacana do Portista apalpou a Loira, ela enganou-se e mandou-me um chapadão'.

- E o Portista, pensou:

- Oxalá venha outro túnel para poder mandar mais um chapadão no cabrão do Benfiquista.

Aleluia! Aleluia!

Mais uma vez e porque é bonito, o que não cansa, lá vai.


No Porto, um bêbado estava a passar pelo rio Douro, quando viu um grupo de evangélicos a orar e a cantar. Resolveu perguntar:
- O que se está a passar... hic... aqui?
- Estamos a fazer um baptismo nas Águas. Você também deseja encontrar o Senhor?
- Hic... Eu quero, sim...
Os evangélicos vestiram o bêbado com uma roupa branca e levaram-no para a fila. Numa margem do rio estava um pastor que pegava nos fiéis, mergulhava a cabeça deles na água, depois tirava e perguntava:
- Irmão... viste Jesus?
- Ah, eu vi, sim...
E todos os evangélicos diziam:
- Aleluia! Aleluia!
Quando chegou a vez do bêbado, o pastor meteu-lhe a cabeça na água, depois tirou e perguntou-lhe:
- Irmão... viste Jesus?
- Num bi! - Disse o bêbado.
O pastor colocou novamente a cabeça do bêbado na água e deixou-a lá um certo tempo. Depois tirou-a e perguntou:
- E agora, irmão viste Jesus?
O bêbado já bastante ofegante, lá disse:
- Num bi!
O pastor, já nervoso, colocou de novo a cabeça do bêbado debaixo de água e deixou-a lá por uns cinco minutos. Depois puxou o bêbado e perguntou-lhe:
- E agora, irmão. Já conseguiste ver Jesus?
O bêbado, já mole e trôpego de tanta água engolir, disse:
- Fuoda-se, já disse que não, carago! Bocês têm a certeza de que ele caiu aqui? Não estará no estádio da Luz a treinar o Benfica?

Na sua vivência - Canadá ao vivo...

Numa das rotinas do meu dia-a-dia, e numa manhã fria mas solarenga, disparei pela surra, sem que os passageiros se apercebessem, a minha digital para vos obsequiar com um pouco de cor e beleza. Servem para evidenciarem 'os usos e costumes' no que refere ao desenho no campo habitacional nestas gélidas mas hospitaleiras paragens no Ontário, Canadá.

 A foto em cima mostra uma arquitectura das casas, quase como num construir à sorte, onde a palavra granel aqui seria bem aplicada.  Mais condicente com os gostos de hoje, onde a originalidade vai sendo rainha, em que a assimetria domina a simetrismo, talvez com o intuito de quebrar a monotonia do igual, do repetitivo por conseguinte do que é cansativo. Não pensem que estou a propagandear sobre o turismo desta terra, mas somente porque vos quero aliciar, suavizar talvez, os dias famosos, mas receosos certamente, que se aproximam das eleições, onde nas quais traidores vão proliferando! God have mercy. 
      
 Nesta foto pode ver-se mais do mesmo: em que a minha casa é melhor do que a tua, porque não é igual à tua... Por mim, diria que não passa de um bom esquentamento, porque sendo este país o segundo, senão o maior do mundo, bem se vê que o terreno é escasso para que se tenham que construir casas, umas em cima das outras! Porca ganância dos construtores, não haja duvida! Mas como nós somos versáteis nos usos, costumes e na aceitação das coisas, não seriamos doutra forma, não, conhecidos como povo de brandos costumes...

Nestas; tipo "Russian style"; perfiladinhas, bem iguaizinhas com todas as medidas passadas a pente fino, para que no fim se um souber o desenho duma, sabe-o de todas. Assim, ladrão que rouba uma, fica habilitado para as roubar todas. Todavia têm estas a vantagem de apaziguar os ânimos dos seus proprietários, porque acaba-se com competição de se querer mais, melhor e maior, uma vez que são todas mesmo, bem homogéneas.

Vista parcial duma rua que me leva ao meu destino: o término final do 'ir e regressar', 'do vai e vem' dos meus afazeres, que me vão pagando a subsistência tão imprescindível aos mortais deste mundo de abrolhos... mas lindo de verdade!

Contrasta esta, com a forma como se constroem cemitérios nos países latinos, onde se muram para dificultar a fuga dos corpos frios com dois metros de terra em cima, já que roubados podem ser, ao verificar-se que os cemitérios têm portões ou portas, mas de chaves perdidas!?
Aqui nestas terras, onde grassa neve e tudo mais que tresanda, muros não existem mas, cada defunto leva por ordem do costume com uma pedra enorme na cabeça, que de forma alguma não vão voltar não, para dificultar a vida aos vivos que provavelmente os ajudaram a pôr lá em primeiro lugar... mas quem pode dizer que o mundo não é mesmo assim? 
Mais uma, para não destoar das outras ao virar o disco e tocar a mesma. Aposto que mais do mesmo se vai ouvir, mas para mudar o rumo ao barco (conversa), à que bolinar um pouco. Um cunhado meu, que era construtor em Portugal, que o destino quis que nos deixasse aos 52 anos de idade, perguntava com um pouco de ironia; - Então as casas no Canadá fazem-se de madeira!? Claro que lá ia respondendo como melhor sabia, porque de construção e dum lagar de azeite sabia/sei tanto como nada, niente, zilt e ponto final. Lembro-me de dizer que essas eram perguntas que milhares de portugueses de cá, que trabalham nelas, poderiam responder melhor, e ao que parece gostam tanto que as fazem iguais em Portugal. Notar porém, que só fazem o esqueleto, e com madeira apropriada, e, o exterior é forrado a tijolo ou outros produtos resistentes às intempéries árcticas. 

O limpa para brisas que se vê, tem o intuito de dizer que, quem fala assim não mente... embora barato mas puro. Por falar em barato, podem chamar-me fala-barato que não afino, o que eu quero é que a malta esteja com um e com todos, como Deus quer: como Ele está no meio de nós e em nós. Vamos animar, porque os portugueses desta vez, vão votar com a cabeça, porque de botas cardadas já vai chegando, e, eu cá me vou entretendo nas minhas voltinhas, tentando captar, tipo Virgílio, o repórter da cidade, com a minha objectiva, coisas lindas para vos oferecer... tudo dito!

That is all folks

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Que ricos empregos. Paga o mesmo "povão" estúpido!

O Presidente do Conselho de Administração dos CTT, Estanislau Mata da Costa - que se demitiu no final do mês passado, sem ter terminado o mandato - recebeu, durante cerca de dois anos, dois vencimentos em simultâneo: um pelo cargo nesta empresa, de cerca de 15 mil euros, e outro correspondente às suas anteriores funções na PT, de 23 mil euros. E isto apesar de ter suspendido o vínculo laboral com a PT.
A descoberta foi feita pela Inspecção-Geral de Finanças (IGF), na sequência de uma auditoria realizada após denúncias da comissão de trabalhadores dos CTT sobre actos de alegada má gestão na empresa. Segundo soube o SOL, o Conselho de Administração da empresa terá recebido o relatório preliminar desta auditoria no dia 29. A demissão de Mata da Costa foi anunciada no dia seguinte e justificada pelo próprio com «razões exclusivamente do foro pessoal e familiar».
A IGF classifica esta acumulação de vencimentos por parte de Mata da Costa - num valor mensal de cerca de 40 mil euros (ao todo, um milhão e 575,6 mil euros recebidos entre Junho de 2005 e Agosto de 2007) - como «eticamente reprovável, ainda que possível do ponto de vista legal». Ainda assim, a IGF decidiu encaminhar o caso para a Procuradoria-Geral da República, por ter «dúvidas quanto à legalidade» da situação.
Segundo o relatório preliminar da IGF, a que o SOL teve acesso, Mata da Costa, que era quadro da PT, foi nomeado para presidir aos CTT em Junho de 2005. Mas, em vez de se desligar desta empresa, fez um acordo de «suspensão do contrato de trabalho, embora estranhamente sem perda de remuneração

É de todo em todo, de bom tom, que os Portugueses saibam que prendas de Natal recebem!

Favor dar conhecimento aos Portugueses porque os media andam distraídos(?)

domingo, 16 de janeiro de 2011

Highway of Heros...



Os Canadianos são Heróis!
Double click no link em baixo, logo ao abrir, avançar
 com o rato ou com a seta de avanço, que deverá trabalhar.



Rota dos Heróis
Recentemente, como se pode observar na foto, foi inaugurada uma rua aqui em Toronto pelo Presidente da Câmara David Miller; o que está à direita. Penso que foi a acção mais honrosa que este homem fez nos seus oito anos no governo como presidente da referida a cima.
Este senhor, que desistiu de concorrer às próximas eleições, tem mais ao menos uma posição política igual há do Sócrates: socialista como ele, e, destruidor do erário público como marujo bêbado ao chegar ao novo porto! Mas não é essa a razão deste meu artigo, por isso, em frente. Como sabem, o Canadá, como país humanitário, tem compartilhado, de certa forma neutra, em muitos dos teatros das guerras, desde a Segunda Guerra Mundial até às guerras contemporâneas, muito em especial fazendo parte das tropas da ONU e NATO, entre outras, como preservadores de paz. O Canadá, aos olhos das nações tem talvez a maior e melhor credibilidade de todas elas! Claro que, uma vez que ele (Canadá) está debaixo da “umbrella”- chapéu dos americanos - os quais nos vão defendendo as costas... obviamente há que retribuir. Por isso, numa forma pacífica, vai este grande país colaborando em missões desta natureza, ao que logicamente, não faz mais do que a obrigação em fazê-lo, como muitos outros países da "North Atlantic Treaty Organization", (NATO) incluindo Portugal que o vai fazendo também.
Infelizmente, já lá vão 147 briosos soldados que pagaram o preço derradeiro com as suas vidas, sendo um coronel o mais graduado a pagar com a sua vida também, no conflito de hoje - Afeganistão. Todavia, olhando a que é uma guerra de terrorismo, esta jamais poderá ser ganha!? Tomar em consideração que os guerrilheiros da facção inimiga são os suicidas de Deus, convencidos que ao fazê-lo conseguirão lugar privilegiado junto ao seu Deus Alá. Quase todas as semanas temos a triste nova de que mais uma vida foi ceifada com engenhos engendrados como bombas feitas pelos inimigos em forma de mina, ou um qualquer auto suicida de colete explosivo à sua volta, porque não quer morrer só, na sua guerra santa (Holly War).


Sempre que um herói tomba, é com todo o cerimonial de honras que é recolhido e transportado em avião militar para a Base Aérea de Trenton, que fica a meio caminho entre Ottawa e Toronto. Daí, debaixo das cerimónias que lhes são honorificas são transportados em procissão fúnebre, por mais de 100klms pela conhecida auto-estrada 401, que foi cognominada: - Auto-estrada dos Heróis, há anos atrás. São impressionantes as pessoas com bandeiras nas pontes, sobre a dita estrada dos heróis, braços no ar cantando hinos de louvor, incluindo carros de bombeiros e ambulâncias com as luzes de emergência a rodar, quando lá longe vem aparecendo o cortejo que a alta velocidade  se faz sentir, com a sua meia centena de carros com luzes piscando, e que ao passar por debaixo das pontes, onde estão todos os seus adeptos a honrarem tão  derradeira efeméride... Mais à frente, encontramos a Don Valley Parkway, a auto-estrada que os leva à rua do novo nome, que o Presidente da Câmara elegeu, como que se pode ver na foto, e, esta finalmente leva-os à morgue dos heróis. Daí são transportados com as mesmas honras às suas terras natais…

Estes jamais morrerão porque jamais serão esquecidos!

Paz às suas almas!

Nota: Este foi um artigo que coloquei no blogue o ano passado e, ao receber este power point do Rosa da Silva achei por bem que iria complementar esse meu prévio artigo. Por isso, trago-o novamente à luz do dia; só que ficará em débito o link mais apropriado para se verem as fotos referentes as cerimónias fúnebres, aquando da repatriação dos heróis que vão tombando no Afeganistão, à sua pátria - o Canadá.

sábado, 15 de janeiro de 2011

O enigma que assola o mundo... (!?)

Nota minha: Terá esta revolução, algo a ver com o New World Order Government?
Terá esta (NWOG), a missão de combater o poderio asiático?
O que têm as sociedades secretas, tais como: a Bilderberg, a Illuminati e os Masons a ver com esta revolução?

...o0O0o...

Está a acontecer na nossa rua e à nossa volta, e ainda não percebemos que a Revolução, uma nova Era já começou!
As pessoas andam um bocado distraídas! Não deram conta que há cerca de 3 meses começou a Revolução! Não! Não me refiro a nenhuma figura de estilo, nem escrevo em sentido figurado! Falo mesmo da Revolução "a sério" e em curso, que estamos a viver, mas da qual andamos distraídos (desprevenidos) e não demos conta do que vai implicar. Mas falo, seguramente, duma Revolução!
De facto, há cerca de 3 ou 4 meses começaram a dar-se alterações profundas, e de nível global, em 10 dos principais factores que sustentam a sociedade actual. Num processo rápido e radical, que resultará em algo novo, diferente e porventura traumático, com resultados visíveis dentro de 6 a 12 meses... E que irá mudar as nossas sociedades e a nossa forma de vida nos próximos 15 ou 25 anos!
... Tal como ocorreu noutros períodos da história recente: no status político-industrial saído da Europa do pós-guerra, nas alterações induzidas pelo Vietname/ Woodstock/ Maio de 68 (além e aquém Atlântico), ou na crise do petróleo de 73.
Estamos a viver uma transformação radical, tanto ou mais profunda do que qualquer uma destas! Está a acontecer na nossa rua e à nossa volta, e ainda não percebemos que a Revolução já começou!
Façamos um rápido balanço da mudança, e do que está a acontecer aos "10 factores":

1º- A Crise Financeira Mundial: desde há 8 meses que o Sistema Financeiro Mundial está à beira do colapso (leia-se "bancarrota") e só se tem aguentado porque os 4 grandes Bancos Centrais mundiais - a FED, o BCE, o Banco do Japão e o Tesouro Britânico - têm injectado (eufemismo que quer dizer: "emprestado virtualmente à taxa zero") montantes astronómicos e inimagináveis no Sistema Bancário Mundial, sem o qual este já teria ruído como um castelo de cartas. Ainda ninguém sabe o que virá, ou como irá acabar esta história!

2º- A Crise do Petróleo: Desde há 6 meses que o petróleo entrou na espiral de preços. Não há a mínima ideia/teoria de como irá terminar. Duas coisas são porém claras: primeiro, o petróleo jamais voltará aos níveis de 2007 (ou seja, a alta de preço é adquirida e definitiva, devido à visão estratégica da China e da Índia que o compram e amealham!) e começarão rapidamente a fazer sentir-se os efeitos dos custos de energia, de transportes, de serviços. Por exemplo, quem utiliza frequentemente o avião, assistiu há 2 semanas a uma subida no preço dos bilhetes de... 50% (leu bem: cinquenta por cento). É escusado referir as enormes implicações sociais deste factor: basta lembrar que por exemplo toda a indústria de férias e turismo de massas para as classes médias (que, por exemplo, em Portugal ou Espanha representa 15% do PIB) irá virtualmente desaparecer em 12 meses! Acabaram as viagens de avião baratas (...e as férias massivas!), a inflação controlada, etc...

3º- A Contracção da Mobilidade: fortemente afectados pelos preços do petróleo, os transportes de mercadorias irão sofrer contracção profunda e as trocas físicas comerciais (que sempre implicam transporte) irão sofrer fortíssima retracção, com as óbvias consequências nas indústrias a montante e na interpenetração económica mundial.

4º- A Imigração: a Europa absorveu nos últimos 4 anos cerca de 40 milhões de imigrantes, que buscam melhores condições de vida e formação, num movimento incessante e anacrónico (os imigrantes são precisos para fazer os trabalhos não rendíveis, mas mudam radicalmente a composição social de países-chave como a Alemanha, a Espanha, a Inglaterra ou a Itália). Este movimento irá previsivelmente manter-se nos próximos 5 ou 6 anos! A Europa terá em breve mais de 85 milhões de imigrantes que lutarão pelo poder e melhor estatuto socioeconómico (até agora, vivemos nós em ascensão e com direitos à custa das matérias-primas e da pobreza deles)!

5º- A Destruição da Classe Média: quem tem oportunidade de circular um pouco pela Europa apercebe-se que o movimento de destruição das classes médias (que julgávamos estar apenas a acontecer em Portugal e à custa deste governo) está de facto a "varrer" o Velho Continente! Em Espanha, na Holanda, na Inglaterra ou mesmo em França os problemas das classes médias são comuns e (descontados alguns matizes e diferente gradação) as pessoas estão endividadas, a perder rendimentos, a perder força social e capacidade de intervenção.

6º- A Europa Morreu: embora ainda estejam projectar o cerimonial do enterro, todos os Euro-Políticos perceberam que a Europa moribunda já não tem projecto, já não tem razão de ser, que já não tem liderança e que já não consegue definir quaisquer objectivos num "caldo" de 27 países com poucos ou nenhuns traços comuns! Já nenhum Cidadão Europeu acredita na "Europa", nem dela espera coisa importante para a sua vida ou o seu futuro! O "Requiem" pela Europa e dos "seus valores" foi chão que deu uvas: deu-se há dias na Irlanda!

7º- A China ao assalto! Contou-me um profissional do sector: a construção naval ao nível mundial comunicou aos interessados a incapacidade em satisfazer entregas de barcos nos próximos 2 anos, porque TODOS os estaleiros navais do Mundo têm TODA a sua capacidade de construção ocupada por encomendas de navios... da China. O gigante asiático vai agora "atacar" o coração da Indústria europeia e americana (até aqui foi just a joke...). Foram apresentados há dias no mais importante Salão Automóvel mundial os novos carros chineses. Desenhados por notáveis gabinetes europeus e americanos, Giuggiaro e Pininfarina incluídos, os novos carros chineses são soberbos, réplicas perfeitas de BMWs e de Mercedes (eu já os vi!) e vão chegar à Europa entre os 8.000 e os 19.000 euros! E quando falamos de Indústria Automóvel ou Aeroespacial europeia...helás! Estamos a falar de centenas de milhar de postos de trabalhos e do maior motor económico, financeiro e tecnológico da nossa sociedade. À beira desta ameaça, a crise do têxtil foi uma brincadeira de crianças! (Os chineses estão estrategicamente em todos os cantos do mundo a escoar todo o tipo de produtos da China, que está a qualificá-los cada vez mais).

8º- A Crise do Edifício Social: As sociedades ocidentais terminaram com o paradigma da sociedade baseada na célula familiar! As pessoas já não se casam, as famílias tradicionais desfazem-se a um ritmo alucinante, as novas gerações não querem laços de projecto comum, os jovens não querem compromissos, dificultando a criação de um espírito de estratégias e actuação comum e as ditas "paneleirices" em voga que pretendem a Adopção Plena...

9º- O Ressurgir da Rússia/Índia: para os menos atentos: a Rússia e a Índia estão a evoluir tecnológica, social e economicamente a uma velocidade estonteante! Com fortes lideranças e ambições estratégicas, em 5 anos ultrapassarão a Alemanha!

10º- A Revolução Tecnológica: nos últimos meses o salto dado pela revolução tecnológica (incluindo a biotecnologia, a energia, as comunicações, a nano tecnologia e a integração tecnológica) suplantou tudo o previsto e processou-se a um ritmo 9 vezes superior à média dos últimos 5 anos!

Eis pois, a Revolução!
Tal como numa conta de multiplicar, estes dez factores estão ligados por um sinal de "vezes" e, no fim, têm um sinal de "igual". Mas o resultado é ainda desconhecido e... imprevisível. Uma coisa é certa: as nossas vidas vão mudar radicalmente nos próximos 12 meses e as mudanças marcar-nos-ão (permanecerão) nos próximos 10 ou 20 anos, forçando-nos a ter carreiras profissionais instáveis, com muito menos promoções e apoios financeiros, a ter estilos de vida mais modestos, recreativos e ecológicos.

Espera-nos o Novo! Como em todas as Revoluções!

Um conselho final: é importante estar aberto e dentro do Novo, visionando e desfrutando das suas potencialidades! Da Revolução! Ir em frente! Sem medo!

Afinal, depois de cada Revolução, o Mundo sempre mudou para melhor!..

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

(Des) alegra-te Manuel Cobarde…

Nos termos da Constituição da República Portuguesa, compete ao Presidente da República Exercer as funções de Comandante Supremo das Forças Armadas


Ora,
Como podemos confiar no Candidato Manuel Alegre para o exercício de tais funções quando nos momentos difíceis desertou do exército e não só segundo consta... Será um cobarde mas patriota não!
O texto que se segue é elucidativo.
Também gostaria de voltar a ouvir essas gravações da Rádio Argel - que tantas vezes ouvi em Angola.
Se é que não foram destruídas.
Ribeiro Soares

Cobarde!

Por Dr. José Maria Martins
Alegre, ao usar os seus conhecimentos de aspirante miliciano do exército português para dar informações ao MPLA, à UNITA ou à FNLA sobre as posições dos militares portugueses, para serem atacados, ele não passará de um cobarde traidor.
Cobarde traidor porque Portugal só dominou Angola, Moçambique, Brasil, Timor, Guiné, usando as leis do Tempo, as leis de domínio e que permitiram aos lusitanos criar um Estado - estou mesmo tentado a dizer o mais ético e heróico Estado Europeu nos 5 continentes da Terra - grande em nome da cultura europeia, da religião europeia, dos valores europeus na época.
Portugal e o Povo Lusitano são os maiores, os mais nobres Povo e Estado da Terra!
A verdade de que Manuel Alegre na Rádio Argel ia noticiando as posições dos nossos soldados transforma-o num traidor e cobarde sem nome. Um cobarde!
Porque teria contribuído para a morte de militares portugueses. Traindo a nossa história de Povo conquistador , precisamente o contrário do que se quer fazer:
Um Povo de panasquices, de incompetentes, de miseráveis.
Dito isto, eu peço aos que saibam que Manuel Alegre noticiou as posições das nossas Forças Armadas em Angola que ponham no ar as suas palavras na Rádio Argel.
Manuel Alegre tinha o direito de lutar pela independência dos Povos, não tinha o direito de propiciar a sorte, a morte, de militares portugueses.
E eu digo-o até com legitimidade, porque o meu querido e defunto irmão foi militar em Angola, defendeu a nossa Pátria e morreu feliz, já com 61 anos, em 2006, perfumado pelas honras de militar português, de grande homem que não morreu cobarde por ter fugido. Furriel Miliciano NM-02806664!
Como sabemos Manuel Alegre não tem obra política feita. É um poeta, um escritor...nada mais ! O seu percurso de estudante foi uma lástima...um boémio...um estroina errante que não passou do 2º ano da Universidade de Coimbra e que no secundário passava de colégio em colégio à procura de uma passagem de ano.
Se Portugal tivesse como Presidente um traidor seria o fim da macacada...a continuação do ridículo e do escárnio que envolve o país.
Apelo à gente do Portugalclube que publique o que souber das alocuções na Rádio Argel, da autoria de Manuel Alegre...

(Publicado por José Maria Martins)

Nota minha: Enquanto não chega a hora das eleições, há que dar forte e feio neste cobarde que, nem liberdade de espécie alguma é merecedor… vamos a ele, sem dó nem piedade, camaradas.

Complemento ao - "O meu pai é que tinha razão!!"


Nota; este seria o meu comentário a inserir no artigo “O meu pai é que tinha razão” no blogue da companhia, mas como é longo de mais não foi aceite nos comentários do blogue, por isso vai aqui, que bem merece.
 
Aí vai o décimo sexto comentário: (Que deveria ser)

Não, não poderia deixar passar esta oportunidade sem meter a colher.
Em primeiro lugar vejo que, a coisa está a aquecer sem que daí provenha algo benéfico para todos nós – que somos gente de respeito, honrados pelo que fizemos pela NAÇÃO que nos viu nascer aquando das obrigações, justas ou não, reconhecidas ou não, em prol de/e por ELA.
Deixamo-nos de mexeriquices, e, vamos sim ser homens pró-activos, sem esbanjarmos o que nos resta ainda de positivo na alma, com coisas corriqueiras, supérfluas sem valor como se vai denotando em alguns comentários. 
Amigos; o mundo é mesmo assim. No meio de toda esta imperfeição, ele (mundo) até trabalha por isso existe.
Não devemos nunca acreditar, que o Mundo possa vir a ser o paraíso, mas comparando o dia de hoje aos dias dos milénios ou séculos passados dos nossos antepassados, sem descorar os tempos dos nossos pais, vivemos um avanço astronómico em todos os aspectos tão grande que somos ou podemos ser uns verdadeiros felizardos!
Claro que, no aspecto psicológico, a vida é como todo e qualquer um a faz, se pensarmos só, que ela é má, ela será mesmo isso, se pensarmos o contrário ela é bem capaz de ser boa ou talvez tornar-se.
Quanto ao artigo do Carlos: “O meu pai é que tinha razão”, como sempre rico de substância, quero inserir uma pitada do que me toca, ao notar que o argumento é valido a 100%. Por isso falo sobre o meu caso específico; na forma como vejo hoje - o não ter dado ouvidos a quem sabia mais da vida - do qual resultou a forma árdua como vou cinzelando a minha.
Sou como todos os mortais cheio de fracassos e sucessos, onde falhanços viveram paredes meias comigo… Hoje pergunto-me: - porque não estudei mais; porque deixei a marinha; porque não continuei na Alemanha; porque desisti sempre do que tentei fazer logo ao primeiro solavanco? Não será isso a tacanha natureza humana que tão diabolicamente, talvez, nos possessa?
Porquê a falta de determinação, quando a vontade de se vencer é grande mas o desejo de se pagar o preço por ele (sucesso) é pequeno?
Hoje pago com o corpo, aquilo que a traiçoeira cabeça, teimosamente não quis aprender. Foram aventuras no mundo do trabalho e negócios, dos quais só beneficiei da experiência porque o resto não mora em casa.
Quando era rapaz, recém-casado, nem sequer valorizava a possível reforma, um dia lá longe nos anos de aposentação. Perguntava-me – o que é isso, se tenho tempo de sobra para poder singrar no mundo do trabalho e/ou do negócio que, a reforma seria quase irrelevante. Contudo hoje, a cabeça teima em mandar como sempre; talvez tentando corrigir as asneirolas as quais têm vindo a forçar a que este corpo vá pagando as favas.
Trabalho hoje, humildemente conformado, mas não resignado ao fracasso; estrebuchando ainda, na convicção de que afinal a reforma é no momento a única tábua de salvação - depois de um sem números de tentativas nos referidos trabalhos e negócios.
Contudo sinto-me feliz por isso! Talvez por ter receio da incerteza dos anos de reforma em que uma cruel insegurança vai dominado uns quantos neurónios do meu cérebro!?
Depois de vários, mas breves trabalhos rotineiros de construção, de fábricas e de oficinas entre outros, até a escolas de condução por ordem de outrem e mais tarde minha, à tipografia, à loja de ferragens, voltando à escola de condução, esta sempre com sucesso, mas mal pago, obrigo-me a optar por uma nova carreira por dez anos como corretor de seguros e investimentos, a qual detestei porque depois de todo o namoro ao tentar-se convencer a razão e a necessidade para o plano, a única coisa tangível era um papel que se lhes dava no fim… Por isso vender gelo aos esquimós, certamente, seria mais fácil…!?
Hoje, aos sessenta e sete; faço um trabalho de que gosto, porque todas as quartas feiras o meu salário é electronicamente enviado para a minha conta bancária; sem que tenha que me preocupar com clientes novos, para alimentar a imprescindível vida do negócio. Ou será isso; resignação ou conformidade minha à escola da vida?
Por estranho que pareça, vou fazendo assim, do meu trabalho o meu “hobby”, uma vez que nunca os pude alimentar. Aí está o meu estado de espírito, que me traz felicidade, é esse mesmo estado que a qualquer um de nós poderá oferecer felicidade, eis a razão porque a felicidade não passa disse mesmo: - “ o estado de espírito”, que qualquer um o pode conseguir assim o queira. Quem nos diz que o dinheiro é tudo na vida quando, muitos que o têm alimentam uma tristeza como ninguém!
Ora aí está um pouco de mim mesmo; apostaria até que todos vós tereis cruzes idênticas, umas mais leves, outras mais pesadas a carregar, o que importa é carregá-las e se possível com um sorriso nos lábios.
Os nossos velhotes, tinham razão! Se tinham… quando diziam: - “estudem que para vosso bem é”. Mas alguns de nós com a nossa sapiência de “super boys” dizíamos; que os velhotes estavam passados; já não davam uma para a caixa…
Pobres de nós, perdoai-nos Senhor, porque não sabíamos o que dizíamos...
“O meu pai é que tinha razão”. Sim Carlos, o teu e o meu, que o Bom Deus já tem.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Vocês são o máximo!

...oOo...oOo...oOo...
O ano de 2011 está a começar. Quero, portanto, agradecer a todos os e-mails muito educativos que recebi durante o ano. Estou convencido que sou um caso perdido e que as minhas hipóteses de cura são quase nulas. Isso porque: 

1. Já não consigo abrir a porta da casa de banho sem usar um toalhete de papel;

2. Também já não confio na empregada do bar para me pôr rodelas de limão no meu copo de água com gelo sem ficar preocupado com as bactérias que certamente estarão na casca de limão;

3. Já não consigo sentar-me sobre a colcha da minha cama de hotel sem imaginar o que aconteceu sobre ela desde que foi lavada pela última vez;

4. Tenho relutância em apertar a mão de alguém que tenha estado a conduzir porque, estatisticamente, o passatempo favorito de muitas pessoas quando conduzem sozinhas, é esgravatar o nariz;

5. Já não saboreio o meu petisco favorito em paz porque fico preocupado imaginando quantos litros de gordura transgénica tenho ingerido nos últimos anos;

6. Não consigo tocar na bolsa de qualquer mulher , com medo que ela o tenha posto no chão de uma casa de banho pública qualquer;

7. Sinto-me na obrigação de enviar os meus agradecimentos a quem me enviou um e-mail sobre a tendência que os ratos têm de fazer cocó na cola dos envelopes, pois agora tenho de usar uma esponja molhada para fechar cada envelope;

8. Além disso e pelo mesmo motivo , já não consigo evitar esfregar furiosamente a parte superior de qualquer lata de refrigerante antes de abri-la;

9. Gastei todas as minhas economias , porque as fui enviando para uma menina muito doente (Penny Brown) que está prestes a morrer pela 1.387.258ª vez;

10. Estou teso , mas isso vai mudar quando eu receber os $15.000 que o Bill Gates / Microsoft e a AOL vão enviar-me por participar no seu programa especial de e-mail;

11. Tenho medo de ir tomar uma bebida a um bar , com receio de acordar numa banheira cheia de gelo com os rins estripados;

12. Não consigo comer um KFC porque fico imaginando que as suas galinhas são horríveis aberrações mutantes sem olhos, nem pés, nem penas;

13. Não consigo usar desodorizantes porque causam cancro , mesmo que eu possa ficar a cheirar como um búfalo de água num dia de intenso calor;

14. Graças a vocês aprendi que as minhas orações só são respondidas , se enviar um e-mail para sete dos meus amigos e fizer um desejo dentro de cinco minutos;

15. Por causa das vossas preocupações eu já não bebo Coca-Cola porque ela tem também a capacidade de remover manchas da sanita;

16. Já não meto gasolina sem ter alguém por perto para tomar conta do carro para evitar que algum maluco de um assassino em série possa entrar sorrateiramente no banco de trás enquanto eu atesto o depósito;

17. Já não uso filme plástico no micro-ondas porque provoca sete tipos diferentes de cancro;

18. E obrigado por me dizerem que não devo ferver um copo de água no micro-ondas porque pode explodir na minha cara, desfigurando-me para sempre;

19. Já não vou ao cinema porque poderia ser picado por uma agulha infectada com SIDA ao sentar-me;

20. Já não vou aos centros comerciais para evitar ser drogado com uma amostra de perfume e ser de seguida roubado;

21. Não atendo o telefone , com medo de que alguém me peça para discar um número qualquer que me vai fazer receber uma conta absurda de uma mão-cheia de chamadas para a Jamaica, Uganda, Singapura e Uzbequistão, etc.;

22. Já não compro biscoitos no Continente pois agora tenho a sua receita sem transgénicos;

23. Graças a vocês eu agora apenas uso a minha sanita porque tenho um medo de morte que uma enorme serpente preta possa estar escondida sob o assento e trincar o meu traseiro causando-me morte instantânea;

24. Também já não apanho moedas perdidas no chão porque provavelmente foram lá colocadas por algum molestador sexual à espera que eu me abaixe para atacar;

25. Já não faço jardinagem , com medo de ser picado pela aranha viúva negra e não chegar a tempo a um centro de socorro;

Se vocês não reencaminharem este e-mail para, pelo menos, 144 mil pessoas nos próximos 70 minutos, uma grande pomba com diarreia fará uma descarga directa sobre as vossas cabeças amanhã, às 17:00, e as pulgas de 120 camelos infestarão as vossas costas provocando o nascimento de uma enorme bossa cheia de pelos. Sei que isso irá ocorrer, porque na verdade aconteceu com o melhor amigo da cabeleireira do amigo do primo do segundo marido da ex-sogra do meu vizinho que por acaso é casado com a irmã de um amigo meu... 
 
Oh! já agora...

Um cientista alemão da Argentina, após estudo aturado, descobriu que as pessoas com actividade cerebral insuficiente lêem os seus e-mails com os dedos no rato.

Não se preocupem em tirá-los agora... é tarde demais .

PS: A partir do momento que me foi dito num e-mail que os salpicos da água do autoclismo atingem uma distância de mais de dois metros passei a guardar a minha escova de dentes na sala de estar.

Desejo a todos vocês um dia muito bom ...
E uma vida muito saudável ...
Vocês são mesmo o máximo!


sábado, 8 de janeiro de 2011

BPN - Banco Português de Negócios

  É um fartar vilanagem!

Um dos mistérios da comunicação política é que não tem de ser factual para se tornar real.
A grande invenção está na frase "o que parece é", que faz crível o que nem é credível: a mentira e a ficção são toleradas como o sal e a pimenta na comida. "É a política, estúpido!" E o estúpido, tributado e eleitor, pergunta: e o BPN?
Nem Estado Social, nem crise de soberania, nem funções do Presidente: as eleições são marcadas pelo BPN. Porque é um ponto fraco de Cavaco e um ponto morto do Governo. Para os contribuintes, o BPN é uma bomba-relógio; para os políticos, é um relógio-bomba. Os partidos são assim: agendam escândalos para as eleições.
Cavaco não está a ser justo com a administração do BPN. Nem quer: está a defender-se, supondo que em legítima defesa, do ataque sobre o seu envolvimento naquela fraude. Está a fazer política. Porque Cavaco Presidente nunca perguntou à Caixa o que Cavaco candidato quer saber. E porque a comparação com os bancos ingleses é abusiva, por várias razões. Incluindo esta: o Estado inglês injectou milhões, o português ainda não.
Esse é o problema do Governo. Nunca disse aos portugueses, mais de dois anos depois da nacionalização, quanto lhes vai custar o banco. Nem deu uma justificação para o fracasso da privatização. O banco está em situação ilegal, precisa de aumentar o capital em 500 milhões só para ter as portas abertas. Nas suas contas há um buraco supõe-se que superior a dois mil milhões de euros de imparidades, que está a ser desmamado para sociedades-veículo, onde ficarão a ruminar durante anos para uma venda controlada de activos, como se faz com uma massa falida.
A antiga administração era da gesta PSD, a actual é da gesta PS. É isso que está em causa. Tanto que o ataque de Cavaco é feito contra o presidente do BPN, Francisco Bandeira, que tem linha socialista directa para Sócrates como tinha com Vara; e preserva o presidente da Caixa, Faria de Oliveira, social-democrata e membro da Comissão de Honra de Cavaco. Até porque há outro presidente que é recandidato: o da Caixa...
Está demonstrado que Cavaco foi usado no BPN. O seu nome foi caução moral para uma actuação de facínoras, não se percebendo por que tardou em desvincular-se. A questão que Cavaco não esclareceu quando devia foi a mais-valia das acções na SLN. Há razões para as perguntas: não eram acções cotadas em bolsa, tinham assinatura e não tinham liquidez. Como se valorizaram tanto e tão depressa? Era fácil explicar. Cavaco não quis porque é um homem sério. Claro que é. E nós, não somos?
Há ano e meio, Oliveira e Costa disse, compungido: "Ter pegado no BPN foi uma tragédia". Nessas audiências no Parlamento fomos diariamente insultados por ex-administradores e accionistas do banco: de nada sabiam, confundiram responsabilidades, citaram nomes - Joaquim Nunes, Almiro Silva, Fernando Fantasia, António Franco, Emanuel Peixoto, Ricardo Pinheiro, António José Duarte... Dias Loureiro foi uma vítima no resguardo no Conselho de Estado, Oliveira Costa nem "password" do banco tinha, Joaquim Coimbra pensava que BI (Banco Insular) era Bilhete de Identidade, Daniel Sanches, "coitado", assinou o contrato do Siresp quase sem saber; havia acções vendidas com contratos de recompra através de "offshores", manipulando a acção e os investidores, muitos dos quais, como Rui Nabeiro, foram enganados. Só Miguel Cadilhe interrompeu essa falsidade, quando recusou cumprir essas cláusulas "indemnizatórias".
O debate eleitoral é uma arena onde os políticos lutam contra as suas próprias menoridades. Mas as "tretas", como lhes chamou Cavaco, não podem fazer Portugal esquecer jamais o escândalo do BPN, a corrupção ao mais alto nível, as avenças a políticos, as comissões, assinaturas falsas, bancos inexistentes, negócios de um euro que custaram 35 milhões.
O BPN não está ser gerido, está a ser digerido. Há-de custar-nos centenas de milhões. Mas não é um caso de política, é um caso de polícia. Alguém tem de pagar. E não podem ser só os contribuintes.


Para uns é uma alegria porque mamam tudo
Para outros uma alegria é, porque no comer abusam
Todos estes que alegremente comem tudo
Deixam os outros tristes porque não comem nada

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Pedidos para 2011


...oOo...oOo...oOo...

1. Espero que em 2011…haja mais lojas de chineses, até haver, como Mao Tsé Tung prometeu, um loja por cada família de portugueses.

2. Espero que em 2011…u akordo ortográfiko tb inklua linguagex sms pk axo ke ax storax i u......s alunox i nox todox tamox a exkexer kumu xe exkrve.

3. Espero que em 2011…haja mais portagens, nas rotundas, nas escadas rolantes, nos elevadores, nas passadeiras, nas pontes, nos escorregas, nas portas giratórias e nos acessos às auto-estradas onde ainda não se paga. Cada português vai andar com um identificador na testa para pagar cada vez que se mexer mais de trinta centímetros, mesmo na cama.

4. Espero que em 2011…se nacionalizem as casas de alterne, para dar emprego aos milhares de excedentários (e excedentárias, sobretudo essas) da função pública.

5. Espero que em 2011…se dê independência à Madeira, que se tornará em mais uma ilha monárquica, e se vendam os Açores aos Estados Unidos, com o que se deve baixar significativamente o deficit.

6. Espero que em 2011…o IVA suba de uma vez para 75% em vez de andarem de seis em seis meses a subir 1 ou 2 % a ver se não notamos que nos andam a lixar, para não usar outro termo.

7. Espero que em 2011…as selecções portuguesas de corrupção activa e passiva se qualifiquem para os mundiais a disputar em Angola. E bons atletas não nos faltam.

8. Espero que em 2011…se aplique imposto de selo e mais valias ao tráfico de droga, car jacking, extorsão, maus tratos conjugais, gamanço, assaltos a joalharias e bancos e roubo de multibancos.

9. Espero que em 2011…o FMI invada Portugal e monte por todo o lado campos de concentração para políticos, economistas, contabilistas, TOCs, ROCs, correctores da bolsa, banqueiros e autarcas, a ver se isto endireita.

10. Espero que em 2011…se limite a emigração para impedir mais desemprego, nomeadamente recusando a entrada de tudo que seja homem, com ou sem H. Podem só entrar meninas e senhoras, brasileiras, russas, húngaras, não interessa, desde que venham para trabalhar e sejam empenhadas e rijinhas.

11. Espero que em 2011…seja simplificado o ensino, para diminuir o insucesso. Um aluno do 12º ano deve saber escrever o seu nome, saber em que país está, escrever pelo menos 3 sms em menos de um minuto, saber para que serve um preservativo, saber sacar músicas e filmes da internet e ter página no facebook. E já é muito.

12. Finalmente, espero que em 2011…aumente o aquecimento global que já estou farto de frio.

Espero que nas próximas eleições sejamos homens de ‘colhões’, para pegar em armas como os heróis em cima, que os tinham no seu lugar…!