terça-feira, 2 de novembro de 2010

Assim surgiu a Humanidade

Para todos aqueles que não se interessam muito por antropologia, aqui vai uma versão resumida:

Originalmente os humanos começaram a organizar-se em pequenos grupos de caçadores/colectores nómadas.
No verão habitavam as montanhas e alimentavam-se de veados e outros animais; no inverno desciam até à costa e viviam à base de peixe e marisco.
Os dois mais importantes marcos no desenvolvimento primitivo foram a invenção da cerveja e da roda.
A roda foi inventada com o propósito de conduzir o homem até à cerveja.
Estes dois progressos tecnológicos formaram a estrutura para a fundação da civilização moderna e juntos foram o catalisador da divisão dos humanos em dois subgrupos distintos:
1: Socialistas, e;
2 Conservadores.
Assim que foi descoberta a cerveja a necessidade de enormes quantidades de grão para a sua produção levou ao surgimento da agricultura.
Mas nem o vidro nem o alumínio tinham sido ainda descobertos. Por isso os nossos antepassados passavam muito tempo sentados à porta das cervejarias à espera do momento da sua produção.
Esse facto está na origem da formação das aldeias e cidades.
Alguns homens passavam o dia a caçar e a preparar a carne dos animais para a consumirem à noite, no barbecue, enquanto bebiam cerveja.
Este foi o inicio daquilo que é hoje conhecido como movimento Conservador.
Outros homens, mais fracos e menos dotados para a caça, aprenderam a viver à custa dos conservadores aparecendo à noitinha, agachando-se perto do barbecue e oferecendo serviços de costura, de fretes e de barbeiro.
Este foi o inicio do movimento Socialista.
Alguns destes homens Socialistas desenvolveram um gosto efeminado e tornaram-se conhecidos por "maricas".
Entre outros desenvolvimentos dos Socialistas que merecem menção encontram-se a domesticação dos gatos, a invenção da terapia de grupo, os abraços em grupo e em publico e o conceito de Democracia, para decidir através do voto como deveria ser dividida a carne e a cerveja que os Conservadores providenciavam.
Com o passar dos anos os Conservadores passaram a ter como símbolo o maior e mais poderoso de todos os animais: o elefante.
Os Socialistas ficaram simbolizados pela pega-rabuda, por razões obvias.
Os Socialistas modernos gostam de cerveja misturada com Seven-Up, vinho branco adamado e água francesa engarrafada. Comem peixe quase crú mas preferem a carne bem passada. Suchi, tofu e comida francesa constituem a imagem de marca destes Socialistas.
Outros aspectos interessantes: a maioria das mulheres dos Socialistas possuem níveis mais elevados de testosterona que os seus maridos e quase todos os trabalhadores sociais, gays, artistas, jornalistas e poetas são Socialistas.
À medida que o seu número aumentava os Socialistas inventaram os impostos progressivos para que cada vez um numero maior de Socialistas pudesse viver à custa de um numero menor de Conservadores.
Os Conservadores preferem cerveja nacional, sobretudo SuperBock ou Cristal. Comem carne mal passada e providenciam a alimentação das suas mulheres e filhos. Os Conservadores são bons caçadores, toureiros, operários de construção, bombeiros, médicos, polícias, engenheiros, administradores, atletas, militares, pilotos e, em geral, distinguem-se em todos os ofícios produtivos.
Os Conservadores que administram as suas próprias empresas apreciam contratar outros Conservadores que fazem do trabalho a sua forma de vida.
Os Socialistas produzem pouco ou nada. Mas gostam de governar os produtores Conservadores e decidir para quem eles devem produzir. Os Socialistas acreditam que os Europeus são mais desenvolvidos que os Americanos. Esta é a razão pela qual a maioria dos Socialistas permaneceu na Europa enquanto os Conservadores viajaram para a América. Os Socialistas só acabaram por aparecer na América depois de o Far-West estar completamente seguro e estabeleceram-se com negócios da treta, a tentar iludir os incautos.
E por hoje chega de história da humanidade.
Deve realçar-se que, ao ler isto, qualquer Socialista pode ter um sentimento momentâneo de fúria e não reencaminhar esta mensagem.
Um Conservador simplesmente dará uma boa gargalhada e, convencido da absoluta verdade desta história, reenviala-á imediatamente para outros verdadeiros crentes; e também para outros Socialistas, só para os chatear.
E com isto se põe um ponto final nesta história. Deixemos que a tua próxima acção te revele o que há de substantivo em ti mesmo. Cá por mim vou pedir outra cerveja!!!

Tags: humor

2 comentários:

TINTINAINE disse...

Não sei onde foste buscar esta, mas lá que está bem pensada, está.
Em poucas palavras viajaste desde a Pré-História até aos nossos dias e vieste aterrar no país dos socialistas por excelência.
Manda vir mais, como dizem os gajos da Super Bock!

Fuzo de agua doce disse...

É uma história, mas trás algumas verdades que deverão ser incómodas para algumas Pessoas, a mim não me faz mossa,já votei nos chamados socialistas, mas dessa estou curado, já dei o suficiente para esse peditório, estou mais virado para os mandar todos dar uma volta, os Políticos por cá estão pelas ruas da amargura, das direitas ás esquerdas, o descrédito é a palavra de ordem,já não dá para confiar.
Fala-nos daí do Canadá, se as coisas se passam como cá, ou se pelo contrário isto é sina nossa.
Um abraço
Virgílio