sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Patetice tão rata!


Alentejano no aeroporto

Um alentejano ia pela primeira vez fazer uma viagem de avião, quando uma coisa no aeroporto lhe chamou a atenção.
Era um computador com voz, que fazia a identificação dos passageiros através da sua imagem.
Assim que o alentejano passou o computador acusou:
'Manuel, 52 anos, Português, casado, passageiro do voo 1455 da TAP'.
Impressionado, o Manuel foi ao WC, rapou o bigode e mudou de camisa.
Ao passar pelo computador a voz acusou novamente
'Manuel, 52 anos, Português, casado, passageiro do voo 1455 da TAP'.
Mas o Manuel não se deu por vencido.
Voltou ao WC, fez uma maquilhagem perfeita, colocou uma peruca ruiva e envergou um vestido de mulher.
Pensou 'Agora sempre quero ver se a porcaria da máquina me reconhece'.
Ao passar o computador acusou de novo:
'Manuel, 52 anos, Português, casado, por causa das paneleirices, acaba de perder o voo 1455 da TAP'.

2 comentários:

António Querido disse...

Eheheh! Quem vai gostar disto, é o nosso compadri Eduardo.

edumanes disse...

Acertaste em cheio,
Esta ainda não tinha ouvido
Alentejano armado em esperto
Será que ficou convencido!

Com as suas alentejanices
Se quis fazer passar por mulher
Com as suas paneleirices
Por causa de um computador qualquer.

Não me convenço,
Que ele tenha ficado convencido
Ao Alentejo onde pertenço
Não há burro tão atrevido!

Divirtam-se e gozem bem o fim de semana.
Cada um em seu lugar
Com chuva ou muito sol, a trabalhar de viagem ou na cama
Na terra, no mar ou no ar!
Um abraço
Eduardo.