segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

O poderio da indústria dos remédios!

Para ponderar...
Desenvolvo aqui e agora, à minha maneira, algo que me vai tocando há muitos anos – mais de quarenta - o assunto do artigo do Carlos da senhora que expõe a grande ‘conspiração de lobby’, no governo de Washington referente à indústria legal da droga e doença. Todavia o que acontece com esta indústria vai acontecendo com todas as outras, logo exista a possibilidade da rentabilidade, portanto, o dinheiro rege em todas as frentes. É aqui que o capitalismo é supremo porque vai comprando tudo e todos. Hoje quem tem dinheiro, compra a guerra, logo vence. Compra os melhores jogadores que o dinheiro pode comprar e assim vencerá. Compra o Governo com as suas alfaias, para vencer e vencerá. Compra os direitos da aquisição dos produtos genéticos e vencerá. Compra as as organizações de fachada tal como: a FDA (Food & Drug Admnistration), ONU, NATO, entre milhares, criadas para proteger o povo e a terra em todos os campos, desde a saúde, segurança, bens essenciais, litígio, crime, poluição, droga legal e ilegal até, etc., etc., tudo para vencer e vencerá. As organizações acima referidas são só fachada, nada mais. Tem sido por estas injustiças, que na esperança do melhor, se têm criado governos ideologicamente opostos nos séculos idos, mas a corrupção que vive no homem por natureza, obriga-o a mais do mesmo – corrupção quanto baste - não importando os meios para se atingirem os fins. Peditórios para tudo quanto é doença, ou faz de conta, mas que o dinheiro não quer curar, e, o resultado está à vista, por conveniência claro, o que é nada. Há mais de 40 anos que sou conhecedor do que esta senhora no vídeo do artigo do Carlos está falando. Fui assinante duma revista de nome Natura do Dr. Colucci, médico naturopata que se instalou em Paço D’Arcos onde criou o, hoje extinto, instituto com o mesmo nome, depois de ter fugido da Segunda Guerra Mundial. Tendo falecido anos atrás, aos 108 anos de idade. Aí, comecei por aprender as realidades da exploração do homem pelo homem onde, o mesmo (homem) não é nada, mas o dinheiro é tudo, virei-me para os Socialismos concluindo, logo e de imediato, que o dinheiro corruptivo também lá mandava, só os nomes é que são diferentes, só quem não quer ver é que não vê.
Compro na altura um ‘catrapázio’ dum livro que expõe as verdades sobre as mentiras da indústria dos remédios, apercebo-me que logo atrás da despesa do armamento bélico americano vinha a despesa para o povo e país, convertida em ganhos para os monstros da farmacêutica.
Eles dominam tudo o que diz respeito à doença e seus referentes, nos hospitais, nas universidades, os currículos e a palavra escrita são desenhados para a invenção da doença e supostamente da cura. Os médicos que não querem morder a mão que os alimenta, não passam de simples vendedores de droga. Todos os dias são criados nomes de droga que ninguém os compreende incluindo eles que quando a prescreverem, obriga-os a escrever uns gatafunhos que só o técnico de farmácia entende, pudera, comem da mesma gamela. Um dia, infelizmente, se não morrermos de acidente ou morte súbita teremos que ir acabar num hospital porque as clínicas de prevenção de tudo o que é natural, porque não permite patentes, está sempre debaixo do status do ferro e fogo. As poucas que vão existindo por aí, não se pode lá chegar porque a ajuda na saúde (seguros sociais) que o governo nos poderia dar, só quer reconhecer a mentira da droga porque por eles foram comprados. Refiro-me aqui, mais à parte americana que na realidade controla o mundo ainda. Não esquecer que há menos de 20 anos eram eles  os donos dos valores de mais de 50%, dos mercados do mundo, por isso, eles são esse mundo. 



3 comentários:

Tintinaine disse...

Vivemos num «MUNDO CÃO» não há a menor dúvida!

edumanes disse...

Juntando à droga a má governação
Ás injustiças sociais, as desigualdades
Aos políticos e empresários, corrupção
Que só conseguem fazer grandes disparates.
O povo vê e consente
Nada faz para o evitar
Bonzinho filho de boa gente
Continuar alegre, e a cantar!

desejo para ti, amigo Artur, um bom dia de segunda-feira.

António Querido disse...

Este mundo está podre e é a ganância do dinheiro que vai apodrecendo todos os continentes, salve-se quem puder!