domingo, 20 de junho de 2010

Mundial – divórcio à vista

...oOo...
- “Então não vais visitar os teus amigos?”
Quando antes dizia: - “Tu e os teus amigos é uma loucura!”

Vem isto a propósito do famoso Mundial. Ultimamente tenho andado um pouco arredado destas andanças ‘bloguetárias’ e a razão é simples - com todos os eventos do hiperbólico sensacionalismo futebolístico o qual vai substanciando muitos canais televisivos, dos mais de mil, que me invadem a caixa mágica causadora número um do pneu indesejável que me vai aparecendo junto ao umbigo o que não é para menos!

Pai; perdoai-me o mal que a TV me faz ao mostrar-me uns bons jogos de bola pela alegria que me dá!

Então como gosto mesmo do “Beautiful Game”, a televisão cá em casa tem dono; seja para ver Portugal ou quaisquer outras equipas…

A dona como está fora da bola – racha lenha… Todavia se não fosse termos horários diferentes de trabalho, se calhar era divórcio mesmo.

A motivação dos jogadores e adeptos, deste mundial anda pelos estádios da amargura, sem um verdadeiro incentivador a fazer o alarido necessário nunca lá chegaremos… Podem chamar-me nomes por ser um desmancha-prazeres que eu garanto não afinar… sem mais.

3 comentários:

TINTINAINE disse...

O teu desaparecimento fazia-me espécie! Já pensava que talvez tivesse havido outro breakdown no computas. Assim está o mistério explicado!
Amanhã vamos tirar a prova dos nove. Ou sim ou sopas, o «NIM» já não serve para nada.

Valdemar disse...

Porca miséria. Quando me preparava para publicar,
carreguei onde não devia e ele sumiu-se melhor divorciou-se.
Não justifica minimamente correr esse risco por um campeonato que tem sido um enorme fiasco.
Não movimenta multidões, nem apaixona quem dele gosta ao ver que a bola tem sido tão maltratada.
Ninguém percebe o porquê de sermos no Rankig os terceiros e isso só se prova por ver-se que os mandões não pescam patavina da borracha e só lá estão para auferirem os ordenados monstruosos.
Não confundo patriotismo com futebóis, porque se ser patriota tivesse de passar por apoiar incondionalmente esta selecção, então eu não era seguramente patriota.
Quando vemos tocar o Hino Nacional e jogadores nascidos em Portugal nem os lábios mexer pelo menos a iludir que estão a cantar a portuguesa, pergunto:- que tem estes individuos de sentimentos patrióticos?
Deveriam ser obrtigados como nós o eramos fosse na Escola e na Marinha na Recruta a ter de a cantar e saber a letra.
Os actos ficam com quem os praticam,mas isto é uma tremenda falta de respeito.
A bandeira representa o Povo e como tal eles teriam a obrigação de respeitar esse mesmo povo que lhes estão a pagar a peso de ouro.
Como Português incomoda-me.

Artur/Leiria disse...

Estou presentemente a ver a equipa que mais jaga mas que na verdade não gosto pelo simples acerto de que os italianos aqui e em todo mundo têm um compexo de superioridade de desconcertar qualquer herói seja ele Ronaldo, Messi, Kaká entre outros. Já o Zidane não se conteve em mandar a tal famosa cabeçada ao marmanjo italiano que, nem importa saber o nome de tal peste, porque pela calada ia falando do pior sobre a irmã do Zidane, quando aí, ela não era vista nem achada, só para o atazanar…
Os italianos estão a dominar os miseráveis dos Novos Zelandeses, que são pura desgraça! O jogo aconteceu esta manhã, nem sequer sei o resultado ainda, se eu o soubesse (resultado), nem coragem teria para ver como vão batendo nos ceguinhos… Que raio! Como é que esta equipa conseguiu ser apurada para o mundial!? Isto há cá cada coisa!
Saúde a todos.