quinta-feira, 3 de junho de 2010

God! 1.2 bilion dollar exorbitance!

..oOo...
O preço do terrorismo!

É inacreditável o que os políticos de cá e de todo lado fazem com o dinheiro dos pobres! Ora vejam a exorbitância de 1,2 bilhões de dólares que vão ser gastos no Canadá só para cobrir a despesa anti-terrorista durante a “Simeira” dos G 8 e G 20 durante 4 dias, e está hein?
Será que é necessário tal exagero ou simplesmente usar isto como álibi duma história fictícia para assim sacarem tais exorbitâncias para uso e fruto próprio? Não pode ser! Tanto dinheiro a gastar para a segurança daqueles que só mer.. fazem, neste mundo escasso de dignidades merecedoras de tais luxos!
Sabe-se que na guerra de guerrilha ou subversiva, o terrorismo é a chave do sucesso! Já Viriato o praticou contra os romanos, sendo a traição por um dos seus que facilitou a sua morte pelo inimigo… Foi através desse mesmo terrorismo que os países evoluídos da Europa obrigatoriamente tiveram que abdicar do domínio de suas possessões excepto o Brasil que foi uma oferta de “rei-pai” para “príncipe-filho”, e uma Inglaterra que, com matreirice sempre soube negociar com os legítimos libertadores.
Lógico, que nunca uma raça deveria subjugar outra e a sua nação mas, uma vez que se o fez também não está bem entregá-las a potências que indirectamente as ficaram a dominar, o que não passou de subjugação também, sem olhar à preservação dos haveres de quem desbravou e granjeou com o seu labor nessas terras, muitos deles já filhos dela mesmo. Portanto por razão de nascimento, sem olhar à cor, haveriam de ter todo o direito de usufruir de tudo o que é inerente a um cidadão livre.
Como é pois, o terrorismo tão eficaz, quando quem o pratica está dependente de ajudas de terceiros, a meu ver que não sou perito nem pretendo sê-lo: deve-se ao facto de que as ideologias componentes de cada ficção se repelam. Se uma, porque não valoriza a vida, aterroriza matando indiscriminadamente inocentes… A outra porque é antagónica a esses princípios, nunca usará dos mesmos meios. Basta assim, que a primeira vá praticando os seus actos de terror para obrigar a que as forças opostas se tenha que movimentar numa grande e dispendiosa escala, ao ponto de que infalivelmente mais tarde ou mais cedo, cairá na bancarrota.
Vejam só como Israel, para preservar a sua existência como povo e país, para combater essa forma horrível de se combater sem frentes, é hoje o país mais avançado na contra-guerrilha, contra-terrorismo e não só.
Um bilhão virgula dois, é muito dinheiro, não sei fazer uma ideia até onde esse dinheiro poderia chegar na construção de escolas de estradas na saúde o tudo mais que fosse a prol de se ajudar quem realmente precisar: seja no Canada ou em qualquer país onde vivam almas de Deus…
Quatro dias somente, que raiva me faz isto, quando os escrúpulos daqueles que deveriam dar o exemplo são a pura cloaca da ruas e praças da amargura!
Comentem rapazes; não tenham dó nem piedade! Aliviem o espírito! Desabafem! Zanguem-se! Quem sabe se estas coisas, não vão fazer nascer a luz e que outros cravos venham a florir… quem sabe!?

Para concluir; quer tudo isto dizer que o mundo (das nações) está prisioneiro duns guerrilheiros militantes, se calhar quase morrendo de fome, que vão usando tácticas horrendas que nos trazem todos cheios de medo, de cobardia, de choro e ranger de dentes… Que paradoxo, meu Deus!

2 comentários:

TINTINAINE disse...

As fronteiras que marcam os limites de cada país, têm muito pouco a ver com a raça, o credo ou a tradição das pessoas que aí habitam.
Desde os primórdios da nossa História que o interesse económico fomentou guerras, algumas delas de trágicas consequências, para estabelecer fronteiras segundo a conveniência de cada um.
Ainda hoje se passa o mesmo e se não falamos de fronteiras no restrito sentido da palavra, falamos das fronteiras que limitam áreas de grande interesse económico, como é o caso do «Petróleo».
As diferenças de raça ou religião são apenas usadas pelos "interesseiros" para recrutar simpatizantes que defendam a sua causa. E estes, imbuídos dos mais singelos ideais, fazem-no até à morte.
O Materialismo tomou conta do mundo... e vai dar cabo dele!

Fuzo de Agua Doce disse...

Ó Amigo Leiria
Isto é tudo á fartazana, para essas e outras do género não á falta de dinheiro,quando á dias cá veio o PAPA, só com o I.N.E.M. foram duzentos e vinte e sete mil euros, as forças de seguranças foi com certeza muito mais, mas não há números, vão ou já andam a fazer uma sala de fumo na Assembleia da Republica que está orçamentada em trezentos e dez mil euros.
Um abraço
Virgilio