terça-feira, 21 de junho de 2011

Diário de um argentino no Canadá



Tudo bem, porque foi no Canadá sim senhor, mas não em Toronto como o marmanjo nos faz acreditar que foi filmado - mas que é engraçado, lá isso é!           

7 comentários:

TINTINAINE disse...

Parti o coco a rir com a história do argentino. O texto está um espectáculo, quem o fez sabe da poda. E fez-me lembrar do Agostinho Maduro que diz que está farto de "padejar" neve.

António Querido disse...

Este Argentino e o seu diário, faz-nos rir, está muito bem pensado, só tem um senão,não pode pôr os pés em Toronto, que é corrido à pedrada, pelo que diz na parte final!

edumanes disse...

Diário de um Argentino,
A viver no Canadá
Talvez, seja peregrino
Onde nada faltará?
De lá merda a cornudo
Da neve que não faltava
No final com mulheres, feliz
O Argentino ficava.

Anónimo disse...

Entre neve e calor... Prefiro o tropicalismo do Pacífico Sul, mais parecido com Metangula mesmo com tubarões e tudo.
Valdemar Alves

Artur Sousa (Leiria) disse...

Que tal homem da Australásia; se fizesse-mos uma troca por uns tempos? Como do inglês vamos percebendo, já seria meio caminho andado.
Contudo, se a pergunta for feita: qual o melhor hemisfério para se viver, o do norte ou do sul, a um canadiano, aposto que iria dizer: aqui é que é bom porque tem muito de tudo incluindo o que é mau, claro...
Como podes ver o mundo tem de tudo para todos os gostos. Quanto a mim digo: não morro de amores por clima destes, mas que gosto dos dólares, lá isso gosto…!
Força no pau quanto baste, homem do “down under”…
Salute!

António Querido disse...

Espera lá, Amigo Artur, eu gosto mais do Euro, não gosto nada é das diferenças de vencimentos, aqui estão sempre congelados, mesmo com os 40º que vamos aguentar esta semana!

Anónimo disse...

Ainda há pouco tempo tive um primo aqui de férias... Quando chegou teve de imediato um choque de culturas. Reclamava por tudo: casas feitas de papelão, vinho a martelo (Fez-me andar Kms. para comprar tintol português), o pessoal descálço/mal vestido que conduzem do lado contrário e ainda por cima falam mal inglês... Quando faltavam poucos dias para ir "p'ra Metrópole", talvez já com o bandulho cheio de lagosta e pargo fresquinho lá desabafou... É PÁ! VOÇÊS AQUI VIVEM QUE NEM UNS LORDES!... Quanto á sugestão do Artur Sousa... Trocar não troco mas certamente que será sempre Bem-Vindo!
Valdemar Alves