terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Nomeada a melhor anedota do ano!

..oOo...
Sábado, como de costume, levantei-me cedo, vesti um agasalho, vesti-me silenciosamente, bebi café e até fui dar um passeio com cão.
Em seguida, fui até à garagem e engatei o barco de pesca no meu Jeep.
De repente, começou a chover torrencialmente.
Havia até neve misturada com a chuva, ventos a mais de 80 km/h.
Liguei o rádio e ouvi que o tempo iria ser de frio e chuva durante todo aquele dia.
Voltei imediatamente para casa. Silenciosamente, despi-me e deslizei para baixo dos cobertores. Afaguei as costas da minha mulher e disse-lhe baixinho:
- O tempo lá fora está terrível.
Ela, ainda meio adormecida, respondeu:
- Acreditas que o cabrão do meu homem foi pescar com este tempo ?

4 comentários:

Artur Sousa (Leiria) disse...

Vamos lá ver como o que o Valdemar dos “confins” vai pontuar esta anedota na escala de 1 a 10?
Ele, que tem sol agora de rachar; lá para as suas bandas não diz nenhuma… nós que estamos arrasados com neve e frio ainda temos que sustentar a boa disposição da maralha! Anda lá amigo descose-te e “pranta” algumas para alegrar as hostes que andam descaídas de queixinho comprido!
Bom Natal para ti e os teus.
Um abraço!

TINTINAINE disse...

Também eu tenho estranhado a ausência do Valdemar.
Se calhar foi para Londres tentar libertar o Assanje!
E a anedota está um estouro! Dou-lhe um 9.

Valdemar disse...

Estive a festejar... Como estou a criar uma barriga do catano deu-me para fazer desportos radicais!... Hihihih!...Realmente faz aqui um calor que até o computador fica suado... Topa-se que a anedota foi traduzida "do canadiano", mas adapta-se lindamente ao nosso sentido de humour, como tal dou 8 porque como é do conhecimento geral "a da vaselina" ainda continua a ocupar o first place... Hihihih!!!... BOAS-FESTAS ARTUR SOUSA!
Valdemar Alves

Artur Sousa (Leiria) disse...

Então o resto da maralha não se pronuncia?
Como pedir não é pecado por isso peço,
que digam de vossa justiça.
Abraço.