quinta-feira, 1 de julho de 2010

Pedido de namoro sincero e - sobretudo - "emocionado"...

...oOo...
Ora aqui está uma elucidativa foto que mostra que a procriação no reino animal está ao rubro… prova real de que o mundo não está ainda perto do colapso apocalíptico, contradizendo os sinais do fim dos tempos; onde as mulheres deixarão de procriar por um período de sete anos.
Embora sendo um macaco a exibir-se à sua parceira, esta como fêmea que é, embora relutante no seu aspecto, não parece estar totalmente alheia ao avanço sexual do seu atrevido companheiro.

Curiosamente no mundo macaco, para evitar o “inbreething” genético, macacos de outras “troops” arriscam-se a serem mortos até, pelo macho “alpha”, ao copularem com as fêmeas, as quais além de o consentir procuram-no, logo a oportunidade se lhes depare. Impressionante, como o fazem de forma tão discreta em que o macho - “pinga amor”- ao notar que o macho dominante do grupo está distraído, dá uma palmadinha na sua nova amante como que a dizer: “é agora, vamos”… saltando-lhe para cima e, tipo rapidinha roubada, fá-lo com uma eficiência cronométrica, por quantas vezes possível for! Impressionante, este "mundo-cão" do mundo dos animais; sem excluir o do seu rei: o homem…

2 comentários:

Valdemar disse...

Pelo que dizes tmabém eles defendem a sua raça e não querem misturas de raças.
Logo se justifica daquela máxima. Cada macaco no seu Galho.
Deve ter vindo do lado de Cabinda e antes de posar para a foto deve ter tomado uma boa dose de Pau de Cabinda.
Pela apresentação o tipo tem o pau em forma.
à Macacas com sorte.
Que tenha aproveitado, que não dá para guardar para quando for velho.

Artur/Leiria disse...

No mundo de hoje onde, amarguradamente o homem da politica e, não só, que não tendo escrúpulos… faz-nos, esta imagem macaca dos macacos, lembrar-nos aquela que alguém dissera: “Quanto mais conheço o homem mais gosto dos animais”.
Prova evidente e objectiva de tão acertada afirmação onde, a inocência e o instinto animal, que é rei, governa sem inibições e pudor, a missão da procriação da sua espécie…! Mas o homem, com a sua sapiência, é um bicho realmente complicado, porque jamais se poderá ler o que intencional e convenientemente vai regendo, muito além do seu que o instinto animal, a sua mente!?.