domingo, 18 de abril de 2010

SATA, IRS & Evil Money!...


O nosso mestre das obras feitas, Tintas, sai-se a todo o momento com cada uma de se lhe tirar o quico! Quando estive pessoalmente com ele nas minhas Cortes disse – “Oh Leiria, tem que se ir pondo alguma coisinha no blogue que é para a coisa não morrer”. Pelo que observo aqui, no blogue da companhia 2, se não se fala do cu, fala-se do cu das calças e a coisa anda…
Vejam só depois dos tremeliques que o avião da SATA nos provocou sai-se com a IRS e suas consequências por não cumprimento das suas imposições. O que é isso, que em Portugal os governantes só sabem copiar o que não presta dos outros países que, até sacaram o nome IRS (Internal Revenue Service) dos americanos?! Tempo perdido, meus senhores: dos americanos não há nada que preste para se copiar e muito menos do IRS. Quanto ao meu Cá nada CRA (Canadian Revenue Agency), também não perdoa a santos nem ladrões. Este ano para mal dos meus pecados e porque não sou santo, alto aí também não sou dos outros, tenho que devolver-lhes até ao fim deste mês, à volta de $3oo macacas! Ladrões! Gente que só sabe sacar a Pedro para dar a Paulo as migalhas que lhes vão restando…! Não haja, nem sequer sombra de dúvidas, que estamos no princípio do fim da macacada! Desgraças políticas entre outras, são tantas por esse mundo fora, que passaram estas a ser a normalidade do dia-a-dia como prato da casa. O que é normal, legal e justo passa a fazer parte de culinárias idas, onde, o gosto duma arrozada de sensacionalismo, como num arroz de cabidela, já não tem cabidela…!?
Por isso temos que, por direito pôr tudo a pratos limpos como Pintos e Patos que, corajosamente o vão fazendo como exemplo para todos nós de brandos costumes.
Sejamos pois valentes e aventureiros!
Bem-haja!

4 comentários:

Valdemar disse...

Depois do Tempo Volta para Trás, que fui tão feliz, que nem os pontos negros da minha vida alteraria, porque o meu passado, hoje não me envergonha e, em muitos desses exemplos, partilho e ajudo outros a não caírem na mesma lama, como em detreminado período estive.
O Cailheiro, a Igreja de Santo Estevão etc.etc.
Mas logo a seguir ao 25 de Abril a cantiga depois do 25 de Novembro de 1975 e desculpa o termo que vou utilizar:- O trabalho paga imposto,
Imposto o trabalho paga. Ainda há-de pagar imposto. A merda que a gente paga.
Tudo começou com esse que meteu o Socialismo na Gaveta e continuado por todos os outros com a agravante de este o ter tirado da gaveta e o ter metido no caixote do lixo.
Agora sim aquilo que nessa altura um Jornaleco do tempo do Durão Barros no M.R.P.P. Olha a merda, quem quer a merda, leve a merda para casa.
Hoje essa merda é, de tal ordem que nos invade as casas e ninguem quer esses merdas, porque trocados por merda!!! FICAM CARISSIMOS.
Cá na Ilha da CEE nem uma Virgula é de IN MADE PORTUGAL, tudo é importado "imposto"de Bruxelas, daí ou do País do Tio Sam".
Tudo tem limites.
A corda tanto estica.
Eu acredito.
Que os nossos filhos não vão permitirem que cheguem aos tempos de fome e misérias que todos nós vivemos em crianças e as miseráveis condições de pobreza que viveram os nossos avós.

Piko disse...

LEIRIA:

Falemos claro e sem papas na língua, porque já temos idade e traquejo para entender que não há princípios a prevalecer quando estão em jogo lucros, negócios, negociatas, juros e afins...
As coisas pioram ainda mais para a esmagadora maioria dos que se aplicam a produzir, quando os snr.s figurões andaram décadas a gastar o que tinham e o que não lhes pertencia e a seguir descarregam sempre sobre os mesmos uma factura altíssima, sem que nada lhes aconteça; só conhecemos um caso nos States em que o homem foi preso e condenado... e nada mais!
Um dos grandes problemas neste nosso Portugal para lá do desemprego é o descaramento das clientelas que se têm revezado nos sucessivos governos, que nas últimas décadas tiveram o desplante de "SACAR" quantias FABULOSAS do erário público, como nem na América se consegue... nos tempos que correm.
Um dos grandes embates futuros, irá passar pelos portugueses perceberem que a bem ou a mal vão ter de pôr um travão nessa escalada vergonhosa de vencimentos e comissões multi-milionárias, porque já se percebeu que a C.E.E. nada fará...
dentro deste rectângulo!Interessa-lhes alcançar os objectivos, mas a forma não os preocupa...
Será que os portugueses perceberão isto, ou não?!
Falemos mais uma vez com clareza, para afirmar que se os Povos não souberem fazer uso da DEMOCRACIA na hora de votar, será errado culpar a DEMOCRACIA pelos resultados eleitorais!...
AMIGO LEIRIA UM ABRAÇO FRATERNO!
PIKÓ

TINTINAINE disse...

Eu não te dizia Leiria!
A gente estende a rede e os peixinhos vem ao nosso encontro sem dar grande trabalho.
Lembras-te da lenda das sereias que atraíam os marinheiros com os seus cantos melodiosos?
E nós não somos marinheiros?

Artur/Leiria disse...

Gosto de ir à pesca!
Também gosto de apanhar!
Às vezes tem-se sorte…
Outras vezes nem pensar.

Aqui o peixe é diferente!
Só inteligentes querem cair.
Ao se sentirem no seu ambiente,
É a forma de andar para a frente;
Mesmo sem os outros, que não querem vir…