domingo, 20 de março de 2011

Fuzileiros Aventureiros Luso-canadianos

..ooo...O0O...ooo..
Como podem ver nesta foto o João Mateus à esquerda e o vosso escriba que não precisa de introdução à direita. De vez enquando, como vai sendo hábito, encontrámo-nos para bater o papo e fazermos o acerto de agulhas. No dia 17 de Abril próximo, vamo-nos juntar mais uma vez, na festa/encontro dos ex-combatentes do ultramar e, como a ordem do dia impera, vai este comparsa vosso, angariar mais algumas fotos alusivas ao referido encontro e com a habitual descrição. Se ao acaso quiserem saber peripécias assustadoras da guerra do João em Moçambique podem consultar o blogue: http://pt.netlog.com/MyPantufas/blog, ou clicar no seu Link no Fuzileiros Aventureiros.

6 comentários:

Valdemar disse...

Fui dar uma vista "ao My Pantufas"... Leitura interessante, principalmente a descrição do Cobué quase milimétrica que me fez reviver a estadia nesse Resort do Niassa.
Valdemar Alves

edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
edumanes disse...

Cobué, primeiro ataque ao Posto Administrativo, na noite de 24/25 de Setembro de 1964, pelas forças da (frelimo). Durante a minha comissão de serviço militar integrado no Batalhão de Caçadores 598, passei e permaneci vários dias naquele que será um paraíso, ainda, por muitos desconhecido.
Para nós que fomos militares do Exército ou da Marinha, podemos dizer que em certo ponto vomos felizes naquele cantinho paradisíaco, a norte de Moçambique.
Também penso que quem mergulhou nas águas do Lago Niassa, jamais as poderá esquecer?
Um abraço
Eduardo.

Artur Sousa (Leiria) disse...

Rapazes;
Eu fui um felizardo na minha guerra, que o único combate que tive foi o susto com o cipaio morto no barco de madeira que usamos a reboque com o corpo do infeliz dentro. Para os que não leram essa peripécia está no meu blogue “FA” debaixo do título “NÓS O MORTO E O SUSTO…!”
Visitei as ilhas de Likoma com o comandante Zilhão, almoçamos com o padre anglicano na igreja, mas parece-me que nunca se descoseu sobre os seus contactos com os turras, o que mais tarde se veio a saber. Mais não sei, possivelmente algum de vós saberá mais sobre o assunto.
Como vêm a minha tropa no Niassa, foram umas verdadeiras férias nesse lago, o mais belo do mundo como o apaixonado do Valdemar diz à boca cheia… pergunto – será que ele está a mentir ou é só para animar a rapaziada?
Saúde a todos.

geadas disse...

Gostei muito de vos ver, o João está menos novo do que no DFE9 ou em Salisbury. O Artur, não o conheço pessoalmente, mas é como se fosse, aliás até sou do mesmo distrito, LEIRIA, freguesia de Monte Redondo, concelho de Leiria.
Um grande abraço, António Godinho.

Artur Sousa (Leiria) disse...

Bem-vindo Geadas, filho da terra, paisano como dizem os italianos.
Volta sempre, comenta, diz de tua justiça, envolve-te, anota, critica, analisa, interpreta, elucida e discute porque da discussão nasce a luz do discernimento, já que a luz da candeia, há muito, graças a Deus, que se apagou.
Bem-hajas sempre.
Um abraço.