quarta-feira, 3 de março de 2010

Problema de matemática




José Sócrates, numa das suas múltiplas visitas a escolas, numa delas considerada escola-modelo onde foi distribuir uns computadores aos professores, resolve pôr um problema às criancinhas. (Desta vez, parece que não houve casting prévio...)

- Meninos; tenho um problema para vocês resolverem. Quem acertar na solução ganha um computador que eu ofereço!
Então, é assim:
Um avião saiu de Amesterdão com uma velocidade de 800 km/h; a pressão era de 1.004,5 milibares; a humidade relativa era de 66% e a temperatura 20,4 ºC.
A tripulação era composta por 5 pessoas, a capacidade era de 45 lugares para passageiros, a casa de banho estava ocupada e havia 5 hospedeiras, mas uma estava de folga.
A pergunta é... Quantos anos tenho eu?
Os alunos ficam assombrados.
O silêncio é total.
A professora fica estupefacta.
Então, o Joãozinho, lá no fundo da sala e sem levantar a mão, diz de pronto:
- 50 anos, senhor engenheiro!
José Sócrates surpreendido fita-o e diz: - Caramba; acertaste em cheio! Vou dar-te o computador!
Eu tenho mesmo 50 anos. Mas como encontraste esse número?
E Joãozinho diz:
- Bem, foi muito fácil. Foi uma dedução lógica, porque eu tenho um primo que é meio parvo, e tem 25 anos...

2 comentários:

Valdemar disse...

O João é mesmo perspicaz. Sómente a acrescentar é que ele Sócrates também pensa o mesmo a nosso respeito. Mais que isso também para lá de parvos deve se ter auto-convencido que somos patos. Pena que não haja muitos Joãozinhos.

Anónimo disse...

Mais uma boa piada, para nos rirmos um pouco, e esquecermos por momentos as coisas menos boas que nos rodeia.
Um abraço
Virgilio Miranda