sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Hoje deu-me para isto…

O mundo está de pantanas!
(Em jeito de opinião)

...oOo...
Gostava de falar sobre algo que fosse positivo, mas infelizmente, aí não mora a inspiração!? A miséria que grassa no mundo dos dias de hoje é aterrorizante! Nos idos tempos da formação de fronteiras dos países, era admissível que a guerra acontecesse por muitas e variadas razões, incluindo a ambição pela conquista, porque o conhecimento do homem era limitado. Hoje porém, o homem não é melhor porque, por conveniência assim o quer…
A miséria, a que me refiro poderia ser, pelo menos parcialmente minimizada, se houvesse políticos à altura, que vissem que o conhecimento e a formação moral, de tudo o que é ser humano é mais importante para bem de nós, deles, dos seus e da sociedade em geral, do que os seus grandes interesses e daqueles que os vão dominado! Deixamo-nos de ideologias da esquerda, direita ou centro. Tudo isso não passa de ideias ocas, onde o que se diz praticamente não se pratica, somente é usado para convencer o povo que ainda vai acreditando em palavras e promessas vãs, como meios para atingirem os seus fins!
Não há muito que no Haiti aconteceu o terramoto que ceifou centenas de milhares de vidas! Países da Ásia que sustentam um constante “turmoil!” África que está debaixo duma pobreza tal que morrem milhares de crianças ao dia à fome! Barcos cheios de refugiados a procurarem asilo político, e não só, em países de expressão inglesa! A Austrália que os vai rejeitando à muito, porque muitos deles são terroristas de primeira nos seus próprios países! O Canadá idem… idem… aspas… aspas! Um barco hoje mesmo acaba de aportar à costa da Colômbia Britânica com quinhentas almas, vindas do Sri Lanka que só Deus sabe se são dignas de serem aceites ou não neste país que vai sendo abusado por muito bicho careta! Quarenta anos atrás, quanto ao dever moral e cívico este era talvez o mais invejável país do mundo – uma Suíça do Ocidente! As portas das casas poderiam ficar só encostadas que nada acontecia! Deixava-se o dinheiro para pagar o pão do dia dentro duma saca dependurada na fechadura da porta sem problema de roubo! Colocava-se o dinheiro à vista dentro da caixa dos jornais, numa caixinha ao apanhá-lo! As pessoas na rua mostravam brio próprio, com gosto no vestir; limpeza corporal esmerada; os sem teto poder-se-iam contar pelos dedos das mãos! Os nativos eram e são os verdadeiros dependentes da sociedade canadiana, pela simples razão de que como descargo de consciência pelo que se lhes roubou, vai-se-lhes dando o peixe em vez da cana, quando eles posteriormente nos poderiam ensinar a viver da pesca e caça como ninguém! Hoje é talvez o povo mais alcoolizado do mundo! Uma verdadeira desgraça! A droga é algo que vai desgraçando milhões de vidas por tudo quanto é pais rico porque ainda vai havendo poder monetário para suportar tão miserável dependência! Hoje ao ver tudo isto tenho medo! Tenho medo de me reformar porque não me quero ver na pele dos que vegetam na miséria! Tenho medo de fazer parte das estatísticas dos que são mortos “por da cá aquela palha!” Tenho medo pelos meus, porque ao pensar que lhes dei um bom país, que o é, a sociedade caminha a passos largos para o abismo! Governantes nada fazem sobre isso! Impostos estranguladores, é um nunca mais acabar!
Canadá é um país multicultural onde todas as religiões, credos, culturas, raças e tudo mais que se possa imaginar, existe… No meio de tudo isto existem coisas trazidas por etnias diferentes, maravilhosas! No entanto existe algo que toca todas as vísceras do meu corpo, embora não sejam negócios meus… Que Deus e os Direitos Humanos me perdoem, se é que o segundo tem o legítimo direito de existir!?
Ora é do conhecimento geral que, árabes e pretos muçulmanos de África, têm  por cultura o direito, privilégio e obrigação de terem várias mulheres, cada qual com vários filhos! Eis a razão máxima porque os políticos de todo o mundo pecam! É certo que faz parte da cultura dos povos acima referidos, não esquecer porém que, hoje e nunca, mudarão por conveniência… Enquanto houver sociedades que alimentem a pobreza através do acolhimento migratório, ou donativos através de organizações humanitárias, nunca por nunca ser, esta desgraça vai acabar!
No Brasil é o país onde se faz mais de tudo, do que é bom e vice-versa!
No Canadá devido ao fluxo migratório das ilhas do Caribe (Central América), que é quase totalmente de cor, a mesma cultura para cá foi trazida, vêm-se muitas mulheres brancas e pretas que fazem parte do harém dos homens pretos, com filhos de várias cores agarrados às mães que nas ruas os guiam!
Dentro de poucas gerações acabar-se-ão as raças como são conhecidas hoje, devido à transição migratória que no mundo se faz sentir… passaremos todos a ser mestiços onde o café com leite predominará! São realidades cruas e nuas, às quais não se poderá fugir! Imaginar só, como não seria hoje uma China, se não houvesse o controlo da natividade! A India que nos últimos 20 anos quase dobrou o número populacional! Não falta muito, se não fizerem o que fez a China, para que a não venha a suplantar! Será que o povo do terceiro mundo não sabe ainda como controlar a concepção? Se por acaso, é esse o caso, os políticos valem menos do que a trampa que já são, ou será a tal conveniência deles ou dos países do primeiro mundo que inventaram os Direitos Humanos onde a humanidade ilegítima é engordada com a miséria dos que vivem na miséria!
No meio de tudo isto, existem muitas versões acomodadas pelas razões de que a só eles (políticos) interessam, não é para menos não, quando duas cabeças são sempre duas sentenças…
Mais do que visto que, a condigna e moralmente controlada concepção, o Haiti não teria visto tantas almas ceifadas na tragédia recente!
Uma África poderia ser um continente invejado como o já foi pelos povos que lhes deram conhecimentos mais contemporâneos! …
Países da Ásia que não teriam que alimentar tanta pobreza, ao ponto de terem que recorrer ao primeiro mundo como única tábua de salvação!
Será que os padres dos anos 50 do século passado estariam certos, implorando que os casais tivessem filhos, que para Deus seriam!
Em suma, haja senso político em ajudar os povos na concepção dos seres vindouros em todo mundo, por vias da educação, entre outras, porque se assim não for, a mãe natureza recorrerá ao autocontrolo, sem dó, sem piedade no que repeita ao sofrimento de tantos inocentes que não pediram para vir!

4 comentários:

TINTINAINE disse...

Um certo dia, por conta das minhas viagens profissionais, fui parar a Bombaim, na Índia. Vi com os meus próprios olhos aquilo de que já tinha ouvido falar, mas não imaginava que pudesse atingir tal amplitude. Ver com os nossos olhos a pobreza nua e crua que grassa pelo mundo, é coisa que cala fundo na alma. Um dia talvez vos conte esta passagem da minha vida.

Artur/Leiria disse...

Ontem já era tarde camarada… ficamos à espera.
Fizeste-me lembrar que conheceste mais mundo à conta da tua ex-empresa.
Que dizes à minha ousadia em falar naquilo não a tenho direito, uma vez que os meus conhecimentos não são baseados em estatísticas, mas somente na minha opinião pessoal. Lógico que, quanto a ideias: “takes two to tango”, como se diz por cá.
Um abraço

eduardo maria nunes disse...

Nas imagens estamos a ver
Tanta miséria que no mundo existe
Pessoas que trabalham sem comer
Seu corpo à fome não resiste

Muitas crianças acabam por morrer
Sem terem culpa das desigualdades
Os governos continuam a favorecer
Políticas opostas às realidades

António Páscoa disse...

Não conheço pessoalmente! Só por estas imagens e por aquelas que passam na televisão,ou por fotos e relatos que a minha filha trouxe de lá,eu nem quero acreditar que existem pessoas a sobreviver assim no mundo!Nós queixamo-nos da vida no nosso cantinho,mas acho que só nos falta políticos democráticos com capacidade para governar!

Um abraço, até logo!