sábado, 18 de abril de 2015

Judeu no Bordel

Jacob era um judeu que morava numa pequena cidade do interior. Fazia 3 anos que sua esposa tinha morrido e ele não havia conhecido nenhuma outra mulher.
Estimulado pelos amigos e clientes da lojinha ele resolveu aliviar o estresse num bordel.
Ao chegar na casa, todas as meninas logo reconheceram Jacob, pois o judeu era conhecidíssimo por ter boas reservas financeiras. As meninas chegavam a brigar para ver quem chegava mais perto do pobre homem.
Todas queriam agradá-lo.
Depois de algumas bebidas e carinhos, Jacob fala para a bela morena de cabelos longos:
- Você faz como minha falecida Sarah fazia, para eu matar as saudades?
A morena quase que com lágrima nos olhos diz:
- Claro que eu faço, Jacobzinho.
E vão os dois para cama, fazem tudo normal com nada diferente. Aí a mulher pergunta:
- Afinal, o que é que sua falecida esposa fazia? Pois para mim foi tudo igual.
E ele responde:
- Sarah fazia de graça.


JUDEU É SEMPRE JUDEU!

3 comentários:

Edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edumanes disse...

Essa fez lembrar o Papa, não o actual.

Dizem que ele dizia, hoje é dia Santa,
ontem fodia de Graça!

O Jacobzinho queria fazer sexo com morena de graça.
Ele esqueceu-se que ela fez sexo, não foi por ele, foi pelo dinheiro dele!

Manda mais amigo Artur Leiria,
não fica longo tempo sem aparecer
tenhas um fim de semana de muita alegria
porque é bom todos dos os dias ver o sol nascer!

Um abraço.

Tintinaine disse...

O Artur Leiria não é blogueiro (ou bloguista) por vocação, como nós que gostamos tanto disto como o judeu gosta de dinheiro. Ou então somos nós que temos tempo demais e não sabemos o que fazer com ele.