quarta-feira, 23 de abril de 2014

O BARBEIRO - Muito boa!!!- Vale a leitura.


O florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo.
Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O florista ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.

Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O padeiro ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.

Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo.
Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O deputado ficou feliz e foi embora.

No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar cabelo.

Essa é a diferença entre os cidadãos e os políticos.


"Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão."
(Eça de Queiróz)


Vamos compartilhar a mensagem acima, com todos os nossos contatos. A campanha é séria e precisamos mudar o quadro que aí está.

2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Uma verdade que devia estar sempre presente em cada voto que damos.
Eles prometem uma coisa e depois fazem outra e nisto são todos iguais
Os políticos já não são amigos do povo que os elegeu. São parte de uma máquina que explora um país em proveito próprio.

Eduardo Maria Nunes disse...

Os políticos, não todos são uma merda
Cada vez cheiram mais mal
Que a gente ao votar neles herda
Entregue a máfias perigosas está Portugal!