domingo, 22 de julho de 2012

O degustador de vinhos

Numa loja de vinhos, o degustador havia falecido e o proprietário começou a buscar alguém que fizesse o trabalho.
Um oficial piloto da Marinha, apreciador de vinhos e velho apresentou-se para solicitar o lugar.
O proprietário perguntava-se como podia livrar-se dele.
Então deram-lhe um copo de vinho para ele tomar. O velho piloto provou e disse, “É um Moscatel de três anos, elaborado com uvas colhidas na parte norte da Região de Favaios, guardado num barril de carvalho. É de baixa qualidade ,porém, aceitável.
“Correcto”, disse o chefe. “Outro copo por favor.” É um Cabernet, de 8 anos, com uvas colhidas nas montanhas ao sul da região, guardado em barril de carvalho Americano a 8 graus de temperatura. Ainda faltam uns três anos para que alcance sua mais alta qualidade.”
“Absolutamente correcto. Um terceiro copo.” “É um champanhe elaborado com uvas pinot blanc de alta qualidade e exclusivas” disse calmamente o velho piloto já bêbado.
O proprietário não acreditava no que estava vendo e fez um sinal com os olhos para sua secretaria e pediu-lhe que fizesse algo. Ela saiu da loja e regressou com um copo de urina.
O “bebum” provou e... disse: “É de uma pita ruiva de 26 anos de idade, com três meses de gravidez e se não me derem o emprego, digo quem é o pai !...

5 comentários:

TINTINAINE disse...

Muito boa, a começar pela pita ruiva!

Observador disse...

Tinha bom paladar o «camarada», a prática faz tudo, e este já tinha virado muito frango.
Um abraço
Virgilio

edumanes disse...

O provador piloto marinheiro
E velho enganá-lo pensaria
Do último copo não verdadeiro
Que duma pita prenha sairia!

Esta foi de mestre,
Boa quarta-feira para ti, amigo Artur,
um abraço
Eduardo.

António Querido disse...

Já o António Aleixo dizia:

Entre leigos ou letrados,
Fala só de vez em quando,
Que nós, às vezes calados,
Dizemos mais que falando.

VIVA A MARINHA!
E o nosso compadri poeta!

Luís Coelho disse...

Ainda há bons provadores de vinhos com sentido de humor e larga escala de conhecimentos.
A ultima prova bastaria apenas o cheiro, nem era necessário provar...
Voltarei aqui mais vezes.