sábado, 26 de novembro de 2011

Sócrates dançando a conta dos otários

2 comentários:

edumanes disse...

Ao menos, Sócrates, dançarino
Enquanto dançava mal não fazia?
Apareceu um coelho espertinho
Tudo faz ao contrário do que dizia.

Vai o país mais afundar
Nada faz com inteligência
Quanto mais tempo ficar
Um dia era demais sua permanência.

Amigo Artur, obrigado pela tua visita,
te desejo uma noite muito feliz.
Digo noite porque aqui na nossa terra
já está ficando escuro.
Um abraço
Eduardo.

António Querido disse...

Afinal o indivíduo está-se a multiplicar, queres ver que ainda vamos ter por aqui uma invasão Socrista!