sábado, 31 de outubro de 2015

O carro do sogro

Um Fulano, que tinha a mania de "engatatão" lá da freguesia, leva a amante a um motel e...(Surpresa!) quando lá chega, vê o carro do sogro estacionado à porta. E logo pensa: "Com que então o malandreco do meu sogro também anda nestas aventuras?! Vou desincentivá-lo".
Rouba-lhe o rádio do carro e faz alguns riscos na chapa. No dia seguinte liga para o sogro e encontra este furibundo.
-O que se passou, meu caro sogro ? Por que está tão zangado?
-VÊ Lá tu, que ontem emprestei o meu carro à tua mulher, para ir à igreja, e não só lhe roubaram o rádio do carro, como ainda o riscaram todo"!

3 comentários:

António Querido disse...

Há desastres que podem acontecer ao homem, ou à mulher neste caso o homem encontrou o local onde a mulher ia beber pelos chifres do marido!
Da Figueira para Toronto, o meu abraço.

Tintinaine disse...

Esta está muito boa!
Parece impossível como há sempre mais uma que eu não conhecia!

Artur Sousa disse...

"Morrer e aprender homem das letras!"
Sabes daquela em que um velhinho com cem primaveras pede ao bisneto para ir buscar uma acha à lareira para acender o cigarrito e, este, não encontrando a dita pega numa mão-cheia de cinza fria e em cima coloca uma brasa a arder e a apresenta ao ancião. Estupefacto comenta para consigo: - "Cem anos(?!) morrendo e aprendendo"!!! Puta a vida hey?!