domingo, 7 de julho de 2013

Mistérios da "passarinha"

O orgasmo feminino é uma coisa da qual as mulheres percebem muito pouco, e os homens ainda menos. Pelo facto de ser uma reação neurofisiológica, que se dá sem expelir nada, não se apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu, ou de que foi simulado.

Diante deste mistério, investigações continuam, pesquisas são feitas, centenas de livros são escritos, tudo para tentar esclarecer este assunto.

A acompanhar este tema, deu um destes dias uma entrevista na TV uma conhecida sexóloga, que apresentou uma pesquisa feita nos Estados Unidos na qual se mediu a descarga elétrica emitida pela "periquita" no instante do orgasmo.

Os resultados mostram que, na hora H, a "pardaleca" dispara uma carga de 250.000 micro volts. Ou seja, 5 "passarinhas" juntas, ligadas em série na hora do "ai meu Deus", são suficientes para acender uma lâmpada. E uma dúzia é capaz de provocar a ignição no motor de um Carocha com a bateria em baixo.

Já existem até mulheres a treinar para carregar a bateria do telemóvel: dizem que é só ter o orgasmo e, tchan... carregar.

Portanto, é preciso ter muito cuidado porque aquilo, afinal, não é uma rata: é uma torradeira elétrica!!! 
E se der curto-circuito na hora de "virar os olhos"? 
Além de vesgo, fica-se com a doença de Parkinson e com a "salsicha" assada.

Preservativo agora não chega: tem de se mandar encamisar na Michelin. 
E, no momento da descarga, é recomendado usar sapatos de borracha, não os descalçar e não pisar o chão molhado.

É também aconselhável que, antes de se começar a molhar o "biscoito", se pergunte à parceira se ela é de 110 ou de 220 volts, não se vá esturricar a "alheira". 

O aviso está feito!!!

1 comentário:

Valdemar Ribeiro Alves disse...

Can I have a copy to send it to Mister kabako... I'm sure que a Mary agradecia... Hihihi!